O Pianista - Capitulo 40


{Pov. Edward}
Olhei atento para a porta a minha frente, meu pé batendo impacientemente. Mordi o lábio nervoso e já ia andar quando senti a mão grande de Emmett no meu ombro.
– Ta com pulga Edward?
– O que? – olhei confuso pra ele que sorria.
– Não para quieto. – suspirei e voltei a me mover.
– Estou nervoso. – Emmett riu.
– Pensando em fugir? – eu arregalei os olhos e vi o padre o – velhinho curvado que parecia que ia partir dessa pra uma melhor a qualquer momento – me olhar feio.
– Claro que não. Na verdade é medo de ser abandonado. – ouvi o velhinho soltar um risinho e olhei feio para ele, que ficou reto quieto.
– Não se preocupe a Bella não faria isso com você. – assenti mais calmo. – Ou talvez sim. – ele falou serio e arregalei os olhos em pânico e vi que ele olhava para as portas.
Segui seu olhar e vi Alice andar em nossa direção. Ela parecia preocupada. PQP! Bella fugiu! Quando ela se aproximou de nos, me olhou preocupada.
– O que houve Alice? Ela fugiu? Foi com o Black não foi? – eu despejava perguntas e ela bufou me beliscando. – Ai.
– Edward concentra. Bella não fugiu. Olha o Jake ali sentado, e até ta acompanhado. – Ok respirei mais calmo.
– Tudo bem. O que houve?
– Bem a Bella...
– PQP ela fugiu com o Newton? Fala-me Alice. – a chacoalhei pelos ombros e levei um peteleco de Emmett. – Ai, mais da pra parar de me bater.
– Edward concentra e deixa a nanica falar.
– Como é que é? – falou Alice brava.
– Bem você tem que admitir, você não é a pessoa mais alta por aqui. – ele falou sorrindo e a viu bufar.
– Pelo menos eu não sou um gigante pronto a atacar as pessoas. – ele arregalou os olhos.
– Hei. Minha altura é normal.
– Para os gigantes deve ser mesmo.
– Calem a boca. – gritei e os dois ficaram quietos. – Pode me dizer o que houve?
– Desculpe. A Bella ta em choque. Ela não se mexe desde... – ela se calou e a olhei em desespero.
– Desde o que? – Alice ficou corada.
– Bem é melhor você ir falar com ela. – assenti meio nervoso e sai apressado mais antes voltei para as pessoas que estavam olhando tudo nervosos.
– Não se preocupem. Haverá um casamento. – nem que eu tenha que arrastar a noiva. Murmurei para mim mesmo e corri para a saleta onde Bella devia estar esperando a hora de entrar.
Bati e não houve resposta, mexi na maçaneta e a porta estava aberta, franzindo a sobrancelha abri a porta e vi a coisa mais linda do mundo.
Minha Bella vestida de noiva, o lindo vestido branco abraçando suas curvas, ela parecia um anjo e eu sorria como bobo. Não acreditando que ela seria minha para sempre em breve.

Fui até ela e segurei suas mãos. Um sorriso bobo brincando em meus lábios e beijei suas mãos. Ela piscou e me olhou, seu rosto estava pálido.
– Bella?
– OMG! OMG! OMG! OMG!
– Bella o que há? – ela parecia nervosa, em pânico na verdade.
– Meu pai vai te matar. – ela exclamou.
– O que? Por quê? A gente vai casar. – falei confuso e ela pegou uma caixinha no chão e me mostrou. Li o nome na embalagem e a encarei sem acreditar.
– Bella...?
– Isso mesmo. Grávida. OMG! – eu não pude deixar de sorrir, um bebê, meu e de Bella. Sem me conter eu a abracei apertado a beijando com entusiasmo até se respirar se fazer necessário.
– Edward? – ela me olhava corada e confusa, mais eu não conseguia deixar de sorrir.
– Um bebê Bella. – eu ria de alegria.
– Edward? – ela me chamou alto.
– O que?
– Você quer? – ela parecia temerosa, e sorri a abraçando e escovando meus lábios contra sua testa.
– O que eu mais quero é começar uma família com você. – ela deu um lindo sorriso e me abraçou apertado.
– Eu não sabia se você queria, sabe nós mal nos casamos e já estou grávida.
– Amor mesmo grávida a gente pode se divertir. – ela corou e eu sorri. – Lógico que quando você estiver com barrigão não poderemos fazer no piano, sabe ele pode quebrar.
– EDWARD! – ela gritou me batendo e eu ri.
– Estou brincando amor. Meu piano é resistente.
– Edward! – ela estava muito vermelha e seu rosto irritado, sorri mais e beijei seus lábios macios.
– Eu te amo minha menina. E ter você, ou melhor, ter uma família com você é o que eu mais quero. – ela sorriu e deitou a cabeça em meu peito.
– Eu também, o que mais desejo é que fiquemos juntos, nos três. – ela falou e colocou a mão sobre a barriga e eu sorri colocando a mão sobre a dela.
– Nos ficaremos. Nossa pequena família. – ela riu e se afastou de mim.
– Meu pai vai surtar. – PQP, o pai dela!
– Melhor a gente casar logo. – segurei a mão dela e comecei a puxa-la em direção ao altar e ela riu.
Chegamos à passarela e vimos Alice e Rose encostada a frente e eu sorri pra elas e continuei puxando Bella que sorria.
A musica começou de algum lugar e eu vi Alice e Rose correndo atrás de nos, e os pais de Bella assim como meus tios nos seguindo.
– Pronto nos case. – falei para o velhinho que olhava tudo confuso.
Atrás de nos estavam as nossas famílias confusas com a minha rapidez, mais nem liguei.
– Vamos logo. – falei já bravo e vi Bella sorrindo, me aproximei dela e beijei seu pescoço. – Você esta linda amor. – ela corou.
– Você também. Já quero ir pra lua de mel. – ah minha menina tava cada dia pior, e como eu gostava disso.
O padre pigarreou e voltamos nossa atenção para ele que sorria. Ajoelhamos-nos em frente a ele e todos tomaram seus lugares.
– É muito bom ver um amor jovem, tão bonito como o de vocês. – o velhinho começou e até que pelo estado dele, a voz era grave e ele parecia menos morto, eu e Bella sorrimos. É ela também achava que o padre partiria a qualquer momento.
– Meus caros irmãos, estão aqui hoje reunidos para unir em sagrado matrimonio Edward e Isabella, dois jovens que querem se unir pelos laços de amor e respeito, unindo suas vidas para toda a eternidade. Existe alguém aqui que sabe de algo que...
– Quem ta grávida?
PQP! Tinha que ser o Emmett.
Olhei fuzilando ele que ficou rígido na hora e o rosto corado. Alice estava igual, pelo jeito os dois estavam fofocando durante o meu casamento.
– Emmett!
– Foi mal Edward. – rolei os olhos e já ia pedir para o padre continuar, Bella estava corada, mais a vos do pai dela nos chamou atenção.
– Você esta grávida? – Bella ficou vermelha, mais ainda.
– Bem não é certeza. Eu fiz o teste de farmácia.
– Minha menininha grávida, eu vou ser vovô? – os olhos de Charlie brilharam e eu e Bella sorrimos.
– Filha devia esperar mais um pouquinho nem vai aproveitar o seu marido. – falou a mãe de Bella, e Bella rolou os olhos.
– Mãe!
– O que? Sou muito nova para ser avó. – Bella riu.
– Ai vou ser Titia avó. – falou Esme com os olhos tão brilhantes quanto os de Charlie. E Carlisle sorria pra mim. Alice quicava e Rosalie estava animada, parece que ela quicava com Alice.
– Isso ai meu amigo é fogo em. – falou Emmett rindo. Suspirei e voltei ao padre.
– Podemos continuar. – o padre assentiu.
– Claro meu filho. – Bela e eu voltamos a olhar para o padre quando a voz de Charlie soou de novo.
– Espera ai! Quer dizer que você andava dormindo com a minha menininha?
PQP! Eu não caso hoje!

0 comentários :

Postar um comentário