Kiss Me - Capitulo 16


Nota da Caah: Esse é o ultimo capitulo de KISS ME I, mas fiquem tranquilas, tem KISS ME II :P

 === X ===

Música (Wherever You Will Go - The Calling):
.
http://www.youtube.com/watch?v=9qAqABdMA-M
.
Desci no aeroporto de Los Angeles me sentindo vazia por dentro. Era tão... estranho... Não era como antes, que eu só tinha tido crises de ciúmes. Dessa vez, tinha acontecido mesmo e o pior, é que ele não parecia ter se importado em fazer isso. Segurei o choro e chamei um táxi. Deixaria para desabar quando chegasse em casa apenas.

- Boa tarde! Dia lindo, não?

O taxista me cumprimentou ao pegar minha mala e sorriu. Meu dia estava nublado, com chuvas e vendaval, mas eu não tinha o direito de estragar o dia lindo dele, então eu sorri.

- Sim.

O trânsito estava horrível, como sempre, e eu demorei bastante para chegar em casa. Assim que abri a porta, ouvi a voz da Bené, gritando meu nome desesperadamente. Eu não estava com ânimo para conversa ou nada do tipo. Apenas soltei minha mala ali mesmo na sala e me arrastei até o sofá. O sofá que me lembrava ele, lógico. O apartamento que me lembrava ele, claro. Sentei ali e deixei meu corpo reagir e as lágrimas saltarem dos olhos.
.
- Kristen? Oh amiga...
 
Música (Jota Quest -- Vem Andar Comigo):.
http://www.youtube.com/watch?v=qZwxvzB_id4
.
Eu nem conseguia olhar direito para Bené de tantas lágrimas que tinham nos meus olhos. Só sei que ela desceu de uma teia no teto e me olhou meio torto.
.
- Você meio que me esqueceu aqui, mas eu estou bem, ok?
.
Eu sei que ela tentava me animar, mas eu não consegui rir nem achar graça de nada. Senti sua patinha alisar meus cabelos e ela suspirar junto comigo.
.
- Me conta o que ele fez que eu mato!
- Como você sabe que ele fez alguma coisa?
- Porque homem sempre faz alguma coisa que estraga as outras...
.
Era aranha mas era inteligente. Enxuguei as lágrimas e olhei em volta, para o apartamento vazio. Se ao menos Tom estivesse ali, não me sentiria tão estranha. A campainha tocou e eu não me senti com vontade de atender. Também não imaginava como alguém tinha conseguido subir sem avisarem lá na portaria.
.
- Não vai atender, Kristen?
.
Bené me perguntou quando tocaram pela 3ª vez e eu não tive muitas opções, a não ser levantar para atender. Quando abri a porta, ele estava lá, com uma mão apoiada no batente e a cabeça baixa.
 
Música (Kiss me - sixpence none the richer):.
http://www.youtube.com/watch?v=32rasDF7jtQ
.
O que... ele... estava fazendo ali? Meu coração perdeu totalmente o ritmo e eu ganhei uma bela de uma taquicardia. Rob levantou a cabeça e me olhou com os olhos cheios d'água, já levantando as mãos para falar.

- Eu nunca faria nada para te magoar, Kiki. Megan inventou tudo... Tom está de prova, todo mundo já está sabendo... Por favor, me deixa exlicar, por favor!

Eu não tive chances de responder a ele, já que o mesmo estava se ajoelhando e abraçando meus joelhos. Fiquei confusa com aquilo, pois eu poderia esperar tudo dele, menos isso.

- Rob?
- Só levanto quando você disser que me desculpa.

Ele levantou os olhos e eu enxerguei medo ali. Era impossível duvidar dele depois desse olhar. Senti minhas pernas falharem e não consegui dizer nada, apenas toquei seus cabelos enquanto minha boca tremia. Ele sorriu e chorou, levantando do chão e me abraçando.

- Eu te amo, Kiki...

Apertei meus braços em volta do pescoço dele com toda a minha força enquanto o puxava para dentro do apartamento. Meu rosto molhava a blusa dele e vice-versa.

- Eu te amo muito, muito, Rob.

Ele me soltou e pegou meu rosto com as mãos, me olhando sério e de olhos vermelhos.

- Nunca! Nunca duvide do que eu sinto por você! 
 
Eu o olhei e acho que estava mais apaixonada do que nunca. Como pude ser tão estúpida em achar que ele tinha mesmo feito aquilo? E ainda por cima, acreditei em Megan?

- Como... como você soube que eu tinha voltado?
- Tom me acordou hoje, com uns socos.

Era por isso então aquele rosto meio inchado? Eu achei que fosse de tanto chorar. Ok, mas isso não vem ao caso.

- Ele chegou me agredindo por ter te traído e tudo mais... Então eu fiquei sabendo do caso.

Rob parecia que queria falar tudo ao mesmo tempo, sem nem respirar e eu então o parei, levando uma mão minha até sua boca.

- Calma...
- Eu te liguei muito ontem, Kiki... Do celular do Jackson... O meu a Megan pegou de sacanagem... Estavam todos ontem no bar onde nós tínhamos marcado...
- Rob, ok. Dá uma pausa...

Ele sorriu e suspirou, revirando os olhos e enlaçando minha cintura.

- Quando eu soube o que aconteceu, achei que você não fosse entender. Deus, Kiki! Você me deu um susto!

Rob beijou todo o meu rosto, desde a testa, até o queixo, para então parar na boca. Como eu estava com saudades daquela boca, daquele beijo envolvente, dos seus lábios misturados aos meus e sua língua tocando a minha. 
 
Música (Blink 182 - I Miss You):.
http://www.youtube.com/watch?v=RAzWcJbF2R0
.
Acho que ele estava pensando o mesmo que eu, pois suas mãos me apertaram e me levantaram. Nós andamos um pouco e logo depois senti meu corpo tocando o sofá. Rob me deitou e tirou a blusa, enquanto meus dedos iam até o botão de sua calça.

- Estou com saudades de você toda...
- Ah meu deus... lá vou eu ter que ver lemons...
.
Ele franziu a testa e olhou em volta.

- O que foi isso?
- Isso o que?
- Escutou alguém falando?

Eu me arrepiei e sorri ao mesmo tempo, puxando ele com as pernas.

- Você ouviu a Benezinha?
- Ouvi? A aranha?
- Eu aqui! Eu aqui!
.
Ele olhou para cima e encontrou Bené pendurada no teto se balançando.

- OMG.
- Deixa ela...

Beijei sua boca e ele me ajudou a tirar minhas roupas. Suas mãos brincaram pelo meu corpo, passando pela minha cintura e quadril e voltando para meus seios. Nós nos unimos, Rob dentro de mim, indo e vindo, beijando minha boca.

- Você... é a coisa mais importante... para mim.

Eu mordi os lábios ouvindo ele dizer essas palavras e alisei suas costas, arfando, sentindo a fricção aumentar mais e mais a cada estocada profunda. À medida que eu ia gemendo mais, ele aumentava o ritmo, até chegarmos praticamente juntos ao orgasmo. 
 
Nós ficamos apenas abraçados, nos olhando, nos tocando. Trocamos olhares confidentes e sorrisos cúmplices. Ele era o homem perfeito para mim.

- Qual é a dessa aranha? Por que eu estou ouvindo agora?
- Eu tô aqui, ok?- Acho que você tinha muito preconceito com a Bené...
- Eu ainda tenho!
- Quer saber? Vou-me embora dessa espelunca! Fico sendo maltratada aqui...
Ele revirou os olhos e afundou o rosto no vão do meu ombro.

- Vamos morar juntos?

OMG. Que pessoa direta! Rob me olhou sorrindo torto e piscou, beijando minha boca.

- Hein?
- Isso... é sério?
- Super. Já estava pensando nisso lá em Vancouver...
- Eu... não sei. Tom vai pirar. E nós... tem certeza que não vai ser ruim para a relação?
- Ter você o tempo todo na cama?

Ele fez cara de quem estava pensando e sorriu, franzindo a testa.

- Não consigo imaginar como isso pode ser ruim! 
 
Nós ficamos quietos, deitados no sofá, apenas trocando olhares apaixonados. Eu não queria nunca mais ter que brigar com ele e só em imaginar algo assim acontecendo novamente, meu coração já sofria.

- Então... Vamos morar juntos, né?
- Por mim, eu já te carrego hoje para casa!
- Rob, você não tem casa, amor... Esqueceu que mora num hotel?

Ele fechou o sorriso e revirou os olhos, depois abrindo um sorrisão sem-graça.

- Não lembrava disso...
- Pois é.
- Mas veja bem, depois que as filmagens terminarem... Eu vou te pegar e sair para escolhermos nosso canto. Que tal?
- Você é tão romântico amor...

Puxei seu rosto para beijá-lo e fiquei com meus lábios colados nos deles, apenas... sentindo-o.

Sem querer atrapalhar, mas já atrapalhando... Eu vou me mudar com vocês, certo?

Eu olhei para onde Bené estava, lá em cima, com uma cara de preocupação, coçando a cabeça.

- Claro, né?
Ah. Ok. Só queria confirmar.

Rob riu e virou a cabeça para olhá-la também.

- Sério, você é sempre folgada assim?
- De vez em quando só.
 
Música (Mariah Carey - against all odds):
.
http://www.youtube.com/watch?v=JqJSYjRERE8
.
Pedi para que Bené se retirasse do local, pois eu gostaria de ficar... digamos... a sós com Rob. Mas ele preferiu ir para o quarto e quando me levantei, ele me pegou no colo e saiu correndo para o que antes era o seu quarto.

- Nossa, como estou com saudades dessa cama!
- Só da cama?

Fiz cara de choro quando ele me jogou no colchão como se fosse um homem das cavernas. Rob riu, jogando a cabeça para trás e depois alisou os cabelos.

- Não. Não apenas da cama. Do conteúdo em cima dela também.

Ele tirou a blusa e foi abrindo devagar a calça, até deixar a boxer aparecer. Eu já sentia tanta saudade desse corpo... Encarei-o mordendo a boca e chamei, mexendo o dedo indicador.
Ela estava enfim, ali, deitada, sorrindo para mim, me chamando. A mulher que eu amava e quase perdi. Engatinhei na cama e fui até ela, e beijei sua barriga, levantando sua blusa devagar. Seu pêlos arrepiaram no instante que eu toquei seu umbigo com a boca. Subi até encontrar seu rosto e sorri feliz.

- Senti saudades disso...
- Eu também!

Suas pernas me envolveram a cintura e ela me puxou para baixo, grudando sua boca na minha e alisando minhas costas, me arranhando do jeito que eu gostava.
Música (Kings Of Leon - Use Somebody):.
http://www.youtube.com/watch?v=JCZfJ5ai07U
.
Ele segurou com força nos meus cabelos, me beijando e se mexendo em cima de mim, me fazendo sentir seu tesão latejante, me deixando louca, ansiosa por ele, me fazendo arranhá-lo por toda a extensão das suas costas. Rob gemeu na minha boca, largando meus cabelos e descendo as mãos pela minha barriga até chegar ao botão da minha calça e abrí-la.

- Você é tão deliciosa...
- Hm... e você não?
- Não sei. Nunca me comi. Mas você... hm...

Quem conseguia resistir a esse gemidinho dele? Entrei com minhas mãos por dentro daquela boxer preta grudada na sua pele e apertei sua bunda com vontade. Ele levantou a cabeça e sorriu, se esquivando de mim para terminar de tirar minha calça.

- Sabia que dizem que o sexo de reconciliação é o melhor?
- Eu já ouvi falar isso...
- Mas hoje nós não vamos fazer sexo.
- Não?

Ele balançou a cabeça negativamente e sorriu, tirando a cueca e voltando para cima de mim, beijando minhas coxas, minha virilha, meu sexo e subindo pela minha barriga. Rob me encarou, alisando minha boca com o dedo.

- Estou com vontade de fazer amor.

Eu ri. Mais sortuda e feliz, impossível. Capturei ele com minhas pernas e o deixei entrar em mim, devagar, com ritmo, entrando e saindo enquanto eu deixava meu corpo se contorcer e se abrir para receber mais Robert Pattinson.

Ele segurou minhas mãos e levantou meus braços no colchão, enterrando mais e mais em mim e rebolando junto comigo. A fricção nos levava além, nos fazia esquecer todos os problemas. Só importava agora, eu e ele ali, unidos num movimento só. Intenso. Lento. Entrando. Saindo. Tremendo.

- Você é só minha?
- Eu sou. Só... sua.
- E eu sou todo seu. Sempre.

Beijei sua boca com urgência, deixando sua língua brincar com a minha, um beijo super molhado, enquanto ele aumentava agora o ritmo e me fazia quicar as costas na cama.

- Kiki... sempre... tão apertadinha...

OMG, ele deu uma estocada nessa hora que me fez ver estrelas, lua, e todo o resto do céu. Eu cravei minhas unhas nos seus braços enquanto me contorcia embaixo dele, suando.

Levei minha boca até seus seios, enquanto bombava um pouco mais rápido e forte agora. Lambi cada pedaço daqueles seios perfeitos e excitados, arrancando suspiros dela.

- Rob, eu vou...
- Vem... Deixa eu te sentir me apertar...

Pedi, mordendo sua boca com meus lábios apenas, alongando as estocadas, sentindo-a começar a se contrair comigo dentro. Deixei me levar pelo êxtase e me liberei também, gozando logo em seguida, excitado com suas "mordidas" severas.

- Eu te amo, Kiki.


Ele beijou meu pescoço, deitando a cabeça no vão do meu ombro e nós ficamos ali parados, recuperando a respiração.

Música (Lucky - Jason Mraz feat Colbie Caillat):.
http://www.youtube.com/watch?v=9iraoHE6JlY
.
5 semanas depois
.
- Ok, calma...
- Já posso olhar, Rob?
- Ainda não...

Eu estava com medo de cair, porque isso não seria nada muito raro de acontecer comigo. Quando eu disse que não me importava de escolher o apartamento, eu não quis dizer que ele precisava fazer surpresa. Na verdade eu não me importava com o lugar, desde que ele estivesse junto. Mas Rob insistiu em tampar meus olhos com uma venda quando entramos no carro.
.
Ei! Eu espero que você não caia e me derrube junto... Gosto tanto do meu potinho...
- Deus, Bené! Você está reclamando desde que entramos!
Claro né bonitão? Não é você que vai ter que criar teias novas por todo o lugar...
- Teias? Ok, Kiki, você não me falou que ela ia criar teias pela casa!
- Chega vocês dois!

Ele então parou de andar comigo e começou a retirar a venda do meu rosto. Abri os olhos e pisquei algumas vezes para voltar a enxergar direito. Eu estava num lugar todo branco, mas perfeito. Amplo. Arejado e com um varandão na frente.

- É lindo aqui, Rob!
- Eu sei. Combina com você.
Hm...
- E com a Bené.

Achamos melhor dar um pouco de privacidade para Bené e seu... namorado e fomos para o quarto. Eu estava empolgada agora, depois de conhecer nosso novo ninho. Pulei nas costas dele, que me carregou até a cama e caiu junto comigo no colchão.

- O que você anda comendo? Está meio pesada...
- Muito hilário!
- Você não está grávida, né Kiki?
- Para com isso, Rob!

Dei um tapa nele e o puxei pela camisa branca, quase rasgando, para beijá-lo. Ele subiu em cima de mim e ficou me olhando.

- Está feliz?
- Lógico! Que pergunta mais sem noção...
- Que bom. Porque eu estou muito feliz de estar aqui contigo.

Eu queria saber quando Robert se tornou tão carinhoso, meigo, romântico... Acho que tudo isso foi o medo de me perder depois daquele... bem... Não preciso relembrar da situação. Desde então tudo tinha se ajustado, eu tinha voltado para Vancouver com ele e ficamos juntos lá até as filmagens terminarem. A MCF não ficou muito satisfeita quando eu proibi uma vingança mais séria contra Megan, claro, mas no fim elas entenderam.

- Que horas você vai para o curso?
- Daqui a pouco... Mas ainda dá tempo de te agarrar mais um pouco.

Sorri para ele, pensando nele sem roupa em cima de mim e gostei da imagem. Só não fiz isso porque precisava mesmo ir para o curso, que tinha começado há alguns dias. Eu sentia que tinha me encontrado e era realmente o que eu queria fazer por muito tempo. Atuar seria minha vida de agora em diante.

Música (AFI Prelude 12/21):.
http://www.youtube.com/watch?v=1-AYhozNbao
.
8 meses depois
.
Acordamos com os dois telefones tocando ao mesmo tempo. Rob atendeu o dele primeiro e eu tive que levantar da cama para atender o meu.

- OMG. Ok.

Ele desligou o celular e me olhou com um rosto assustado, pálido.

- Liga... liga a TV, Kiki.
- O que foi?
- Liga...

Andei até a TV e apertei qualquer botão, pois estava com os olhos mais fechados do que abertos. Ela já ligou no canal que sempre ficava, o do noticiário. Imagens que eu não entendia estavam passando, com carros de polícia no fundo e tudo mais. Então a imagem mudou para o estúdio, onde a jornalista encarava séria a câmera.
.
- Até agora não se sabe ao certo se Megan estava alcoolizada ou não, mas peritos já estão esperando os resultados do teste. Os familiares da atriz ainda não deram nenhuma entrevista e não se pronunciaram sobre o local do velório, mas amigos garantem que será em Los Angeles mesmo. Voltamos mais tarde com mais notícias sobre o acidente de carro violento que levou, Megan Fox, uma atriz jovem e de sucesso, à morte.

OMG. Eu andei de costas até sentar na cama e senti as mãos de Rob envolvendo minha cintura. Megan Fox estava... morta?

Eu fiquei em choque. Aquilo era um baque para todos nós, com certeza. Ok, eu sei que odiava a Megan, mas... morta?

- OMFG!
- Quem... quem era no telefone, Rob?
- Kellan.

A quem eu queria enganar? Eu não estava triste não. Nao estava rindo nem comemorando, lógico, mas eu nunca gostei dela. Sentia muito pela sua família e amigos, mas a mim, ela realmente não faria falta.

- Nós temos que ir...

Rob estava sem reação alguma e eu o entendia, claro. Ele teve seus desentendimentos com ela, mas eles se conheciam há algum tempo já e isso eu não podia mudar. A verdade é que com o tempo que se passou eu até deixei de ter ciúmes dela, já que Rob não dava mais corda. Nós não dormimos mais. Trocamos rápido de roupa e fomos encontrar com o resto do elenco, no velório fechado que a família dela estava fazendo. Ashley e Nikki estavam inconsoláveis quando chegamos e eu me vi então abraçando e consolando Nikki Reed, a qual eu nunca fui com a cara e vice-versa.

- Gente, como foi isso?
- O carro dela... derrapou... perdeu o freio... eu não sei direito...

Jackson respondeu também pálido, em choque. Do mesmo jeito que Rob e todos os outros estavam.

- Ela não estava bêbada! Eu falei com ela no celular tipo, uns 15 minutos antes...

Nikki falou, voltando a chorar rios de lágrimas no final da frase. Era ruindade minha não estar chorando também? Nós ficamos algum tempo ali, com o pessoal, mas num determinado momento Rob me abraçou e beijou minha testa.

- Quer ir para casa? Eu fico aqui, mas você pode ir...
- Não vou te deixar aqui sozinho.
- Não estou sozinho, Kiki. Mas não vou sair daqui logo...

Suspirei, sabendo que ele estava certo e resolvi voltar então. Estava no caminho já, quando meu celular tocou.

De nada.
- Oi? Quem tá falando?
Não importa... Só liguei para avisar que tirei a Megan do caminho de vocês. Eu sou Robsten!

- OMG!

Eu queria saber quem era, mas a pessoa usava aqueles programas que distorciam a voz. Desliguei rápido e liguei para uma das meninas da MCF.

- Kristen... Já estamos sabendo...
- Eu espero, por tudo que é mais sagrado, que vocês não tenham nada a ver com isso...
Credo! Nós somos más, mas não somos assassinas, ok?

Realmente, não tinha lógica eu duvidar da MCF. Elas sempre foram ótimas comigo e por mais que gostassem de se vingar dos outros, eu não conseguia ver assassinato no curriculum de nenhuma delas. Cheguei em casa e me tranquei apavorada, ligando logo para Robert e contando sobre a ligação. Ele não demorou nem 20 minutos para chegar em casa e eu o abracei assim que o vi.

- Estou aqui...
- Rob, que horrível! Eu... eu... não queria ter atendido essa ligação.
- A pessoa te ameaçou? Falou alguma coisa sobre você, Kiki?
- Não.

Eu estava tremendo já e ele me sentou na cama, pegando o celular da minha mão.

- Qual foi o número?

Eu mostrei a ele e fechei os olhos tentando acordar do pesadelo. Por que me ligariam para avisar sobre a morte de Megan? E por que a pessoa fez isso por nós?

- O.M.G.

Rob sentou na cama do meu lado e passou a mão nos cabelos, olhando fixo para o telefone.

- Rob?
- Eu tenho esse número na minha agenda.
- Hein?

Ele tirou o ceular do bolso e acessou sua agenda, me passando o aparelho para olhar o nome ali.

"Michael - Groupie"

- OMG.

Música (Jonas Brothers - Sorry):.
http://www.youtube.com/watch?v=JICmJVmlPik
.
3 semanas depois
.
Michael confessou. Provavelmente a pressão foi muito forte e ele não aguentou. Claro, já que a polícia descobriu que os freios do carro foram modificados. Uma pessoa famosa como ela era, ninguém deixaria barato até que fosse descoberto o assassino. Até que ele se entregou. Eu deixei passar alguns dias até a poeira abaixar e então fui vistá-lo. Ele estava sério, mas com culpa nos olhos quando sentamos na mesa.

- Oi Kristen!
- Oi. Michael. Eu... vim aqui saber como você está.
- Bem.

Ele deu um meio sorriso com aquele rosto bobo de sempre.

- Posso perguntar... o motivo que o levou a fazer o que fez?

O groupie deu de ombros e ficou desenhando com o dedo na mesa.

- Eu sabia que não tinha chances com você mesmo... Então resolvi torcer por vocês dois. Sabe, Robsten. Tem uma corrente de fãs aí por vocês dois.
- E por isso você a matou?
- Ela era uma vadia, ok? E ela nunca aceitou ele ficar contigo.
- Michael... você matou uma pessoa. Isso não tem desculpas.
- Matei. E não me arrependo.

Ele se curvou sobre a mesa e se aproximou do meu rosto, sussurrando para mim.

- Eles vão precisar de uma atriz para fazer a Bella.
- Claro!
- Então...

Ele sorriu. OMG. Eu gelei.

- Certo.

Depois de alguns minutos, eu me despedi dele e no final ele segurou meu braço.

- Ei Kristen... Eu sei que nunca tive chances contigo, você é demais para mim. Torço para que Robsten dê sempre certo.
- Ok. Cuide-se.

Saí da prisão com a cabeça a mil por hora.

Música (The Pussycat Dolls - I Hate This Part):.
http://www.youtube.com/watch?v=wWo5BwQCr7Y
.
3 semanas depois
.
Ok, eu sei. Não era motivo para eu estar tão sentimental. Rob me abraçou por trás e beijou meu ombro, apoiando o queixo ali.

- Posso saber o que a minha namorada e futura estrela de Eclipse está fazendo aqui fora, quando uma festa em homenagem à sua chegada ao elenco acontece lá dentro?
- Oi amor...

Suspirei e virei o rosto de lado, para poder beijar sua bochecha.

- Acho que estou um pouco assustada com tudo isso... Não esperava que as coisas acontecessem tão rápido, sabe?
- Uhum, sei. Mas aqui tudo tem que ser rápido, Kiki. Nós estamos às vésperas das gravações...

Gravações. Era muito estranho isso estar acontecendo mesmo comigo. Eu não tinha nada a ver com Megan fisicamente, mas eles juravam que ia me deixar o mais parecida possível com a Bella dela. Claro, que namorar Robert Pattinson e ser uma das mais elogiadas do curso ajudou bastante na minha contratação. Mesmo assim, eu não me sentia preparada e nem merecedora disso tudo. Virei de frente e o abracei, olhando por cima do seu ombro para a festa que acontecia lá dentro na boate. A nova Bella tinha sido escolhida e a imprensa pipocava em cima de mim.

- Vamos voltar lá para dentro?
- Ok, vamos...

Nos beijamos e fomos na direção da muvuca.

Música (Joss Stone - baby baby baby):.
http://www.youtube.com/watch?v=TiGisKEc1qQ
.
3 meses depois
.
Hum. Esqueçam minha preocupação. Eu nasci para isso, fato! Estávamos eu e Robert nos bastidores de um programa, para sermos entrevistados. Ele ajeitava, ou desarrumava os fios de cabelo no espelho enquanto eu o comia com os olhos.

- Perdeu alguma coisa aqui, Kiki?
- Talvez.

Sorri e andei até ele, agarrando seus países baixos e o fazendo revirar os olhos.

- Perdi, mas acabei de achar!
- Sério, isso é jogo baixo...
- Eu te faço mudar de idéia quando chegarmos em casa, ok?

Fiquei na ponta dos pés e beijei sua boca, olhando no espelho depois para ver se o batom ainda estava lá.

- Eu te amo.
- Eu te amo.

Sorrimos cúmplices e ele me puxou pela cintura, colando os lábios na minha testa e ficando ali, parado. Eu adorava quando ele fazia isso. Recebemos o sinal para irmos, já estaríamos entrando no ar a qualquer minuto. Demos as mãos e saímos juntos do camarim, encontrando a histeria dos Robstens que estavam no estúdio. Acenamos e nos beijamos, como eles adoravam que fizéssemos sempre que nos viam juntos e então no sentamos para a entrevista.


Música (Frente! - Bizarre Love Triangle):
.
http://www.youtube.com/watch?v=IJ1c9ErCn7w
.
Alguns poucos dias depois
.
Eu ria junto com as piadas de Tom e Kellan na sala. Era como se fosse um filme em câmera lenta. Eu, Kiki, Tom e Ashley mais juntos do que nunca, Kellan, Nikki, Jack e Taylor. Era perfeito. Completo. Nosso elenco. Para sempre, mesmo quando chegasse ao fim, como sabíamos que aconteceria. Fiquei alguns minutos quieto, apenas ouvindo as histórias e eles rindo em volta da mesa. Tínhamos nos reunido na nossa casa, para comemorarmos o sucesso absurdo que Eclipse já estava tendo, mesmo sem ter sido lançado ainda. A aceitação de Kristen como Bella foi maior do que todos nós esperávamos.

- Está pensando em que?

Ela me perguntou deitando a cabeça no meu ombro.

- No quanto eu te amo.

Olhei para seu rosto, que se iluminou com seu sorriso e beijei sua testa.

- Posso dar uma palavrinha contigo? A sós?
- Agora?
- Gostaria que fosse agora...

Kiki franziu a testa preocupada e levantou, me esticando a mão.

- Já vão para o quarto? Vocês não cansam?
- Cala a boca, Kel.

Saí da sala com ela e fui para o quarto, fechando a porta atrás de mim.
Música (Jason Mraz -I'm Yours ):.
http://www.youtube.com/watch?v=LYhrYHmUPn0
.
Ele fechou a porta do quarto e me olhou sorrindo. O sorriso mais perfeito do mundo. Eu amava demais esse homem. O homem dos meus sonhos de criança. O meu príncipe encantado. Rob alisou meus cabelos, jogando minha franja para trás e beijou minha testa.

- Você tem noção do quanto é importante para mim?
- Talvez.

Eu respondi sorrindo, brincando com ele, que abaixou a cabeça e sorriu também. No segundo que eu pisquei, ele se ajoelhou. OMG.

- Rob?
- Shhh!
- O que... o que você está fazendo?

Eu não era imbecil. Eu sabia perfeitamente o que uma posição dessas significava. Meu coração disparou freneticamente quando ele levantou a cabeça para me olhar e colocou a mão no bolso da calça, puxando uma caixinha pequena e preta lá de dentro.

- Eu queria ter comprado algo perfeito que nem você, mas não existe nada que possa ser comparado a ti.
- OMG.
- Você já é a mulher da minha vida... Mas... você quer ser a mulher da minha vida, no papel?
- Oi?
- Case-se comigo, Kiki.

Perdi Robert de vista, já que meus olhos agora eram água pura. Eu solucei sem conseguir falar e ele levantou, me abraçando e beijando.

- Casa? Preciso de uma resposta, Kiki...
- Se ela não casar, eu caso!

Eu ri com a Bené e esfreguei os olhos para enxergá-lo melhor. Ele estava mordendo os lábios, com aquele sorriso torto que eu amava.

- Você é tão idiota a ponto de achar que eu recusaria?

Falei sorrindo e ele riu junto, me rodando no ar. Agarrei seu pescoço e o beijei, enquanto sentia suas lágrimas juntarem-se às minhas.

- Eu te amo, Robert Pattinson. E quero ser sua esposa, claro! 

Nós nos olhamos alguns segundos, e nos beijamos de novo. Ele seria meu e de mais ninguém. E oficializado agora. Eu era definitivamente a mulher mais sortuda do mundo.

- Eu te amo, Kiki. Te amo demais.
- Eu sei.

Ele revirou os olhos e sorriu para mim.

- Rob?
- Oi.
- Kiss me.
- Sempre.
.
.
® FIM ®



N/A: QUEM QUER KISS ME II?

6 comentários :

euuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu quero por favorrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

16 de outubro de 2011 17:56 comment-delete

cadeeee kiss me 2???
eu querooo agoraaaaa. por favorrr que dia vão começar a escrever?//?

Ghabby
17 de outubro de 2011 13:18 comment-delete

choreii horroresss eu amoo essa fic forever

9 de novembro de 2011 19:27 comment-delete

por favoooooooooooooooooooooorrrrr

OMG.CHOREEI.QUERO KISS ME 2 Õ/

Anônimo
1 de abril de 2012 20:16 comment-delete

Muita linda ! 2013 ! hahaha

Anônimo
2 de julho de 2013 15:30 comment-delete

Postar um comentário