TCS - Capitulo 37

N/Caah: Eu sei, estou há quase 3 meses desaparecida daqui e gostaria de pedir desculpas. Pessoal, passei por alguns momentos dificeis, fiquei sem net, to com reumatismo e mais uma serie de coisas.

Me desculpem, prometo que apartir de hoje TCS volta com tudo. *--* A fic é sucesso e já virou até livro.

P.s: Caso alguém ai queira ajudar no blog, as portas estão abertas. (:

Aquele meesmo esquema...

POV EDWARD
POV BELLA





Capítulo 37.



Nós estávamos entrando no avião para voltar à Forks quando Bella apertou minha mão. Eu a olhei e vi seus dentes mordendo o lábio inferior.

- Amor, você ainda não superou o medo?
- Esse bicho grande não foi feito para ficar no céu...
- Ele foi feito para que então? Ser um submarino?

Ela revirou os olhos e veio me acariciar no ombro. Sentamos nas poltronas da primeira-classe e a deixei ficar na janela.

- Até quando você vai zoar o meu medo de voar, Edward?
- Até perder a graça. E está longe disso.

Beijei sua mão, em cima da aliança e alisei-a no meu rosto, sentindo sua pele macia. A aeromoça nos atendeu e nos serviu assim que decolamos. 


Eu estava tentando dormir, já que tinha até tomado calmante antes de sair do hotel, mas o bagulho não estava funcionando não. Foi quando o avião entrou num vácuo, que eu quase tive um AVC. Cravei as unhas na coxa de Edward, que me olhou despreocupado. Lógico, ele sempre estava assim. Não morria, né?

- Calma, Bells, foi só um vácuo.

"Senhores passageiros, queiram por favor apertar os cintos pois iremos passar por uma forte turbulência."

- Fala de novo que foi só um vácuo!

Eu segurei a mão dele quando o avião começou a tremer. Mas não tremeu pouco. Tremeu muito. E tremia mais ainda. Ok, eu ia começar a chorar.

- Edward?
- Calma, vai ficar tudo bem Bells...

Caralho! Vai ficar porra nenhuma! Essa merda parece uma batedeira! Eu escutava crianças chorando lá na parte de trás do avião e só ficava mais nervosa ainda.

- Estou com medo!

Ele puxou meu rosto e beijou de leve minha bochecha tentando me acalmar. E porque a droga do calmante ainda não tinha feito efeito hein? Quando nós entramos em outro vácuo e as máscaras de oxigênio saltaram na nossa cara, aí eu surtei mesmo e entrei na gritaria dos outros.

- OMG nós vamos morrer!

Eu! Acho que ele percebeu a situação da coisa, pois apertou minha mão e me puxou do banco.

- Eu vou te transformar agora!

Oi? Estava sendo levada às pressas para o banheiro, com ele me segurando para eu não cair. Quando entramos lá dentro e Edward trancou a porta, meu medo me consumiu. Eu já não sabia se chorava porque ia morrer, ou se chorava porque ia morrer. É, me fudi de qualquer jeito. O avião não parava de tremer quando ele segurou meu rosto e me olhou sério.

- Eu não posso correr o risco de te perder agora, Bells.
- OMG.

Senti sua língua lambendo minha pele e fechei os olhos deixando as lágrimas escorrerem.

"Nosso comandante já está conseguindo estabilizar a aeronave. Queiram por favor se acalmar e voltar aos lugares. Obrigada."

Ele levantou a cabeça e me olhou com um sorriso cínico no rosto.

- Você é muito sortuda... 



Bella foi salva pela comissária. Meus dentes nunca coçaram tanto na vida, quando eu ouvi a voz no microfone e me afastei do seu pescoço. Tive vontade de furá-la e depois dizer "tarde demais", mas não seria justo com ela. Quando a olhei de volta, seus olhos estavam marejados e cheios de medo. Beijei sua boca e ela me abraçou tremendo o corpo todo.

- Está tudo bem agora, Bells.
- Eu sei...

Levantei seu rosto e beijei sua testa que estava fria de medo.

- Saia antes ok? Eu vou esperar um pouco e vou depois.
- Ok. Nos vemos lá...

Ela saiu do banheiro, ainda tremendo e eu esperei alguns segundos, para sair também.


Eu acho que tão cedo não vou pisar num avião. Vão à merda com esses pássaros de aço! Morram! Saí de lá de cara feia para as aeromoças e quase beijei o chão do aeroporto. Emmet e Alice estavam lá nos esperando. Fui rodada no ar pela minha cunhada.

- Ok, Alice, você é menor que eu, então, tecnicamente para quem está de fora vendo, é bizarro você me levantar no alto e me rodar.
- Eu como muito espinafre, ok?

Ela falou alto enquanto olhava em volta. As pessoas a olharam como se fosse uma louca. Não que ela não fosse. Emmet abraçou Edward e colocou o braço em volta dos seus ombros.

- E aí? Quando vamos conhecer a casa nova?
- Eu e Bella vamos para lá. Você e Alice vão para bem longe de nós.

Eu já disse que amava meu marido pálido, duro e imortal? Ah, Edward era o the best! Entramos no Volvo que Alice nos trouxe e ele vendou meus olhos.

- Para que isso hein?
- Vai usar até chegarmos em casa.
- Edward, eu já conheço sua casa...
- Estou falando da nossa casa.

Ok, o coração acelerou. Eu toda hora esquecia que eu ia morar com o homem dos meus sonhos! Eu realmente era a mais sortuda das mulheres. Apoiei a mão na sua coxa enquanto ele dirigia e encostei a cabeça no encosto do banco.

- Estou ansiosa.
- Espero que goste de castelos...

OMG. Ele se empolgou? Eu não queria viver num castelo!



Ela suspirou ao meu lado e fechou a cara. Eu quis rir, mas fiquei quieto para manter a sua expectativa. Quando nós chegamos, desliguei o carro e dei a volta para tirá-la ainda vendada lá de dentro.

- Espere, Bells.

Abri sua porta e tomei cuidado para ela não bater a cabeça. Ela fez mesmo assim, com a minha mão atenuando a batida.

- Eu bati com alguma coisa? Em alguma coisa?
- Na porta, com a minha mão.
- Foi mal.
- Disponha.


Nós demos alguns passos e eu senti Edward vindo por trás de mim e colocando a mão no meu rosto. Ele tirou a venda e eu pisquei um pouco antes de abrir totalmente os olhos.

- OMG!

Eu via uma casa tipicamente americana. Daquelas de janelinha toda branca e sótão. Era linda! A mais fofa que eu já tinha visto! Ele me abraçou por trás e beijou meu ombro.


http://alphadf.files.wordpress.com/2007/07/house.jpg


- Você gostou?
- Aham...
- Fiquei em dúvida, se comprava algo mais moderno ou não. Como eu sei que você não liga muito para isso, decidi por algo assim.
- Ela é... linda, amor.
- Gostou mesmo?

Me virei de frente para ele e sorri antes de beijar sua boca umas dez vezes.

- Muito, muito, muito! Eu realmente me preocupei quando você falou em castelo.
- Assim é mais aconchegante... 



Bem, pelo rosto corado e pelo brilhos nos olhos, imaginei que ela tinha realmente gostado da casa. Eu não queria algo que tivesse o meu estilo de vida. Eu queria algo que fosse mais familiar para Bella. Beijei sua bochecha quente e puxei suas pernas para pegá-la no colo.

- Edward! Me põe no chão!
- Não dizem que o noivo deve entrar em casa carregando a noiva?
- Eu nem de vestido estou mais...
- Não importa.

Abri a porta da nossa casa e entrei, indo até a sala e colocando Bella no sofá. Ajoelhei junto e segurei seu rosto com as mãos, dando um beijo demorado em sua boca.

- Bem-vinda à nossa casa, Sra. Cullen.


Eu estava adorando ser beijada por aquela boca maravilhosa e esculpida por Deus. Mas aí ele se afastou e me puxou pela mão.

- Vamos conhecer a casa?
- Você não conhece ainda?
- Eu me referi apenas a você, Bells. Claro que já estive aqui...
- Quem decorou?
- Eu tive ajuda de um decorador.
- Achei que tivesse sido Alice!

Ele me olhou tenso e revirou os olhos, beijando minha mão.

- Ficou doida? Íamos ter paetês nas cortinas!

Verdade. Alice era um pouco exagerada demais. Pouco? A quem eu queria enganar? A decoração da casa era super clean, misturando branco com cores neutras. Os sofás eram de couro, a sala tinha aqueles tapetes super felpudos e na parede, uma televisão de plasma gigante. Edward me levou até a cozinha e aí sim eu surtei. Ela era toda em inox, perfeita! Fiquei até com uma vontade louca de cozinhar.

- Eu só estava receoso com a geladeira...
- Por que?

Olhei a geladeira examinando algum problema que ela pudesse ter e não encontrei, pois ela também era perfeita.

- Acho que ela é mais alta que você. 



Era só uma preocupação minha. Por que eu estava sendo super acariciado no peito por uma Bella enfezada? Fui escurraçado da cozinha e peguei ela no colo para subir. 

- Agora sim você vai me mostrar a parte mais interessante da casa, né?
- Com certeza.


Entramos no quarto e surtei mais ainda. OMG.


http://freshome.com/wp-content/uploads/2008/05/dream-bedroom.jpg


- Bem, aqui eu realmente não quis economizar. Espero que você não se incomode... Nós sempre podemos mudar a decoração.
- Eu amei, Edward!
- Tem certeza?
- Claro!

Olhei para o teto e vi um espelho. Edward sorria safado quando eu apontei para aquilo.

- Bem... queria saber como era te ver cavalgando em mim... 



Ela rosnou e me acariciou mais uma vez. Ah se meu corpo falasse...

- Você acha mesmo que eu vou te dar com você me olhando por um espelho?
- Bells, essa parte da decoração não está para ser discutida.
- Você é irritante, Edward Cullen!

Ela bufou e entrou no quarto, sentando na cama e olhando para o teto. Bufou mais uma vez. E outra.


Não creio que ele queria ficar vendo minha bunda, não creio. E foi aí que a ficha caiu. Eu também veria Edward "trabalhando" em mim. Sorri para ele.

- Gostei!
- Gostou?

Ele ficou confuso. Bem-feito. Balacei a cabeça e pisquei para ele, que entendeu menos ainda. Me assustei com o barulho da campainha, pois estava acostumada com a da minha casa. Bem, a da minha ex-casa.

- Quem pode ser?

Edward revirou os olhos e desceu muito puto. 



"Casa pequena..."
"Eu gostei das janelas!"


- Que merda vocês estão fazendo aqui?
- Nós seguimos vocês ué.

Emmet e Alice estavam em pé do lado de fora, com sorrisos cínicos no rosto. Eu já disse que odeio a minha família.

- Não nos convida para entrar não é?
- Não.
- Edward...
- Entrem!

Mas o que? Olhei para trás e vi minha esposa ingênua sorrindo para eles, que saíram entrando que nem cavalos. Bella tinha que desaprender as boas maneiras urgentemente.





Edward me olhava brabo enquanto eu fazia sala para Alice e Emmet, que pareciam duas crianças num parque de diversões. Eles quiseram conhecer todos os cômodos e na hora de mostrar o quarto, eu fiquei um pouco envergonhada.

- OMG! Edward!
- Espelho no teto! Eu sabia que você não me enganava, Ed...
- Calem-se os dois!

Ele falou alto e ríspido, fechando a porta do quarto. Ok, meu marido era a simpatia em pessoa quando queria! Ele os obrigou a descer novamente e Alice ia pelos degraus tentando decorar cada pedaço da casa.

- Adorei as cortinas, Edward! Você tem um gosto tão apurado!
- Que nem um verdadeiro gayzinho mesmo...
- Vamos ali fora para eu te quebrar, Em?
- Ok, parei.

Eles pararam em pé na porta e Alice piscou para mim, com uma cara de sapeca.

- Melhor nós deixarmos os pombinhos a sós, não é?
- Se for por falta de adeus...
- Edward! 




Por que Bella estava me recriminando? Era só eu ali que queria testar o quarto? Empurrei os dois delicadamente para fora da nossa casa e fechei a porta depois de dar-lhes um sonoro adeus.

- Enfim, sós.

Minha linda esposa revirou os olhos e passou as mãos pelo meu peito, subindo-as até meu pescoço.

- Hm... Assim eu fico mal acostumado...
- Você é irritantemente gostoso, sabia?
- Não. Pode dizer isso quantas vezes você quiser!

Fui acariciado na cabeça e sorri, retribuindo o carinho meigo. Bella bufou e esticou o corpo para me beijar.

- Às vezes eu juro que acho que sou o homem da relação...
- Calúnia, Bells!

Ela queria ver o macho da relação? Ok.



Ele sorriu torto e arqueou uma sobrancelha. Oh. Medo. Quando ele fazia essa cara, era sinal de algum plano maligno que vinha por aí. E eu constatei isso no momento em que ele passou as mãos por trás dos meus joelhos e me levantou no ar, me jogando por cima dos seus ombros que nem um perfeito homem das cavernas

- Edward!
- Vou te mostrar com quantos paus faz-se uma canoa!
- Hein?
- Nada, é só que eu gosto do ditado.

Eu ri daquilo enquanto esperneava no colo dele, dando-lhe tapas nas costas. Tapas esses que eu sabia que eram à toa, já que ele nem sentia dor. Edward chutou a porta do quarto, que voou até a parede.

- OMG.
- Não precisamos de porta...
- Você ficou louco?

Ele me jogou na cama e puxou minha roupa ao mesmo tempo, me fazendo cair só de calcinha em cima do colchão.

- Isabella Cullen, você vai ter que me implorar para parar!
- Edward...

Eu nem consegui falar nada, pois ele tirou rápido suas roupas e deitou em cima de mim, levando a mão até "ela" e me estimulando por cima do pano, enquanto me deixava sem ar com um beijo molhado. 




Sua calcinha já estava molhadinha, do jeito que eu gostava. Arranquei suspiros e gemidos dela quando a toquei lá embaixo, roçando a renda da calcinha em seu clitóris. Eu amava ver Bella assim, tão entregue e vulnerável a mim, somente a mim.

- Geme mesmo, amor... Geme...
- Edward... não... me...

Calei a sua boca, beijando-a e puxando seus cabelos enquanto abaixava o pano para poder penetrá-la. Ela gemia pedindo piedade e eu achei graça daquilo. Eu era um cara que exalava piedade por todos os cantos. Não?

- Não... me torture...



- Não vou.

Ele piscou e me invadiu com seu membro rijo, fincando até onde tivesse como ir, indo e vindo num ritmo frenético, me fazendo quase rasgar os lençóis de seda com as unhas.

- OMG!

Minhas pernas tremiam sobre seu quadril e eu rebolava embaixo do seu corpo, pedindo por mais. Eu queria mais, eu aguentaria mais, até morrer! Quando lembrei de olhar para o teto, eu senti o orgasmo vindo rápido, vendo o corpo perfeito de Edward se mexendo sobre mim, num ritmo constante, com sua bunda perfeita se contraindo a cada estocada.

- Eu vou... eu vou... 




Ela gemia deliciosamente o meu nome enquanto gozava, com espasmos fortes percorrendo seu corpo. Eu deixei me aliviar logo depois dela, beijando sua boca macia e lambendo cada pedacinho dos seus lábios.

Ela ainda respirava ofegante, tentando recuperar a disposição e eu nem tinha saído de dentro dela. Fiquei apenas beijando seu pescoço e esperando pelo segundo round. Bella arfou e alisou meus cabelos com suas mãos tão pequenas e delicadas.

- Vai ter mais?
- Estou só te esperando...
- Senhor!
- Não aguenta?

Bella mordeu os lábios e balançou a cabeça esboçando um sorriso.

- Claro que aguento! Depois da maratona na lua-de-mel, acho que aguento tudo!

Peguei ela olhando para o teto e me avaliando, com um sorriso feliz no rosto, enquanto passava a mão pela minha bunda. Bem, seria a minha vez então de aproveitar o espelho...



Ele saiu de cima de mim e deitou, me puxando junto para subir em cima dele. Ow. Não estava preparada para Big Brother pornô! Eu sentei devagar em seu membro, sentindo-o deslizando dentro de mim aos poucos, me fazendo arfar com a sensação de preenchimento. E se tratando de Edward, bota preenchimento nisso!

- Amor...
- Hum?
- Não me sinto bem aqui... Com isso aí no teto.

Edward sorriu e puxou meu pescoço, me beijando devagar a boca. O tipo de beijo que ele sabia que me acalmava, me deixava flutuando. Eu já estava tonta com ele, quando comecei a me mexer um pouco, evitando olhar para cima afim de avaliar meu desempenho. 




Podia ser mais gostosa? Deus! Bella cavalgava tímida em mim, com as bochechas coradas e as palmas das mãos abertas no meu peito, jogando a cabeça para trás.

- Isso, Bells... Rebola...

Ela obedecia, gemendo baixo. Segurei sua cintura para ajudá-la nos movimentos e olhei para o teto, vendo seu corpo dançando sobre o meu. Por que eu nunca tinha pensado em comprar um espelho, em todos esses anos?

Nós chegamos juntos ao orgasmo e eu a puxei para deitar, com seus mamilos durinhos tocando minha pele.

- Viu como é bom?
- Uhum...
- Gostou do espelho?
- Gostei.

Beijei sua testa e tirei os cabelos grudados nas suas costas, por causa do suor. Às vezes eu pensava como seria ruim quando Bella fosse vampira. Todas as coisas típicas de um humano, nela eram extremamente sexies. O rubor, o suor, a falta de coordenação. Eu sentiria muita falta disso, principalmente das suas bochechas coradas com facilidade.

- Lar, doce lar.
- Você é chato, irritante, arrogante e insuportável!
- E você me ama mesmo assim, não é?
- Tenho opção?

Ela falou, bufando e revirando os olhos. Tão engraçadinha...





<<< Capitulo 36                    Capitulo 38 >>>



3 comentários :

hihihih!!
adorei essa do "Big Brother pornô"
LoL
;)

Ass:Mariana Correia

Anônimo
22 de junho de 2011 20:16 comment-delete

maravilhoooossssooooo.
melhoras caah.
cris

cristiani
22 de junho de 2011 20:57 comment-delete

oi tem um selinho para voces la no blog:http://myficshistorys.blogspot.com/

22 de junho de 2011 21:38 comment-delete

Postar um comentário