OP - Capitulo 18


Capitulo Dezoito
Eu vou mais meu coração fica com você


-Essa é a minha garota. – eu sorri enquanto puxava seu rosto para mais perto quase beijando seus lábios mais desviei antes que sua boca tocasse na minha e fui para seu pescoço, explorando sua pele com minha língua.

Edward gemeu e sorri contra sua pele, minhas mãos desceram para a barra da sua camisa e o ajudei a tira-la, e ele arrancou a minha me deixando com os seios nus.

Sua boca foi direto para eles, envolvendo o bico com a língua chupando e sugando, me fazendo delirar de prazer, agarrei seus cabelos o mantendo ali, sua boca mudava de um para o outro, soltei seus cabelos deixando meus braços caírem inertes ao lado do meu corpo, e a boca dele começou a deslizar pela minha barriga descendo até meu short, que ele puxou com os dentes.

Logo suas mãos terminaram de puxar meu short acompanhado da calçinha, e corei ao ver seu sorriso safado. Sua boca tocou minha intimidade e agarrei os lençóis com força gemendo baixinho.

-Edward. – ofeguei ao sentir a língua dele entrando em e saindo da minha intimidade como se fosse seu membro, me contorci quando sua língua foi substituída por seu dedo, e sua boca pressionou meu clitóris.

-Oh... Edward...

Ele me calou com um beijo molhado que me deixou em chamas e empurrei seu peito e ele caiu de costas na cama e fiquei sobre ele, minhas pernas uma de cada lado de seu quadril, me esfreguei em seu membro ainda por cima da calça e podia sentir sua ereção querendo saltar da calça.

Sorri maliciosa e comecei a beijar seu peito, mordisquei seu mamilo e ele gemeu mordendo o lábio e me olhando com cara de safado, me senti mais molhada com esse olhar.

Voltei a descer os lábios pelo seu corpo, beijando e lambendo sua pele, rodei a língua em seu umbigo e ele estremeceu quando meu lábios beijaram sua ereção ainda sob a calça.

-Vamos logo Bella. – ele falou já bravo e eu ri enquanto desabotoava sua calça com calma.

-Calma Edward.

Puxei o zíper sem tocá-lo e ele levantou o quadril quando eu puxei sua calça junto com a boxer para baixo, mordi o lábio ao ver seu membro ereto, duro e pulsando, passei a língua pelos lábios e dei um beijo na cabeçinha.

Edward gemeu alto fechando os olhos e sorri mais, e dei outro beijo, agora sugando o pré-gozo.

-Que boquinha Bella... – ele gemeu e sorri dando uma lambida em seu cumprimento, antes de colocá-lo todo na boca, Edward impulsionou o quadril para cima estocando contra a minha boca, e gemi ao sentir seu membro pulsar, e tirei ele dos meus lábios.

Um rosnado saiu dos seus lábios e sorri enquanto me posicionava em cima dele, esfreguei minha entrada em seu membro, de olhos fechados e senti as mãos de Edward em minha cintura, ele me guiou até seu membro, me encaixando nele devagar.

Cada milímetro de seu membro pulsante, me penetrando devagar, se acomodando dentro de mim, ofeguei e gritei quando ele puxou meu quadril com força pra baixo terminando de me encaixar nele.

-Edward... – foi praticamente um suspiro, suas mãos agarraram a minha cintura com força me movendo, puxando meu corpo para baixo, enquanto seu membro se impulsionava para cima.

-Oh... – suspirei de novo, sem palavras a cada movimento dele, meus olhos se fecharam e movi meu corpo tentando acompanhar seus movimentos, suas mãos apertavam minha bunda enquanto ele continuava me movendo pra cima e pra baixo.

-Rebola Bella. – ele pediu com uma voz rouca e abri os olhos encontrando seus olhos verdes cravados nos meus e apoiei minhas mãos em seu peito para me firmar melhor, e cavalguei em cima dele.

-Edward... Oh... Ed... – nossos movimentos estavam mais rápidos e nossas respirações pareciam pesadas e falhas, o prazer dominando meu corpo, e um gemido alto escapou de meus lábios ao sentir minha intimidade apertando com força o membro de Edward.

Ele gemeu alto dando uma ultima investida e meu corpo caiu sobre o dele, senti suas mãos afastarem meus cabelos e seus lábios em minha nuca, meu pescoço, sorri e beijei o vão entre seu pescoço.

-Nossa. – falei quando ele saiu de dentro de mim, e me abraçou.

-Eu sei que eu sou bom. – eu ri dele e lhe dei um beijo rápido me levantando.

-Hoje eu não vou deixar você me irritar. – ele riu e me puxou de volta pra cama.

-Eu não disse que tinha terminado com você. – eu mordi meu lábio, e sorri quando os lábios dele colaram nos meus, sua língua invadindo minha boca com urgência.

Suas mãos já me tocando e me apertando, gemi contra seus lábios, mais me afastei quando suas mãos apertaram minha bunda.

-Não senhor Masen.

-O que? – ele parecia aborrecido, sorri para ele e vesti sua camiseta que estava no chão.

-Aonde você vai? – ele perguntou se acomodando em minha cama, enquanto eu abria aporta do meu quarto.

-Pegar algo para comermos.

-Vou com você. – ele pulou da cama e vestiu sua boxer e saiu do quarto comigo, fomos até a cozinha e fizemos um sanduíche.

Comemos em silencio, ele sempre me olhando e me fazendo corar, quando terminamos eu comecei a lavar a louça, e senti seu corpo pressionar contra o meu por trás, apoiei minhas mãos na pia, e seus lábios tocavam minha nuca, pescoço, ombro.

Suas mãos infiltravam dentro da minha, ou melhor, da camiseta dele, tocando meus seios, apertando, seus polegares rodeando o mamilo, meus dedos se apertaram contra a pia com força.

-Edward. – gemi seu nome e uma mão soltou meu seio e desceu até minha intimidade, rodeando meu clitóris, e deslizando para minha intimidade.

-Já esta molhadinha Bella? – sua voz rouca sussurrou em meu ouvido.

-Humrum... – foi mais um gemido, ouvi sua risada baixa, ele retirou o dedo e o vi chupando e gemi de novo.

-Você é tão saborosa Bella. – ele gemeu contra meu ouvido e mordi o lábio para não gritar de prazer, ele apertou meu seio com força e quase senti o gosto de sangue em minha boca.

Ouvi o barulho dele tirando sua boxer e seu membro roçando contra as minhas bunda, rebolei contra seu membro e Edward rosnou apertando meu seio forte, e segurando meu quadril me mantendo parada.

-Você me deixa louco Bella. – ele rosnou enquanto entrava em mim em uma única investida, gemi alto quando seu membro pulsou dentro da minha intimidade e seus lábios atacaram meu pescoço.

-Rebola pra mim Bella. – ele pediu enquanto seus lábios atacavam minha orelha e rebolei de encontro a seu membro enquanto ele investia em mim com força, entrava e sai rápido e forte.

-Oh... mais... Edward... – eu gemia já sem fôlego, sua mão deslizou do meu seio passando por minha barriga e escorregando para meu clitóris, onde ele circulou o polegar, gemi alto.

Sua mão segurava meu quadril enquanto ele investia contra mim, gemendo contra meu ouvido, rebolei contra seu membro ele mordiscou minha orelha, desceu seus lábios para meu pescoço sugando minha pele.

-Edward... Eu... E... Vou... – ele investiu mais rápido e senti meu corpo tremer minha intimidade apertou o membro de Edward quando gozamos juntos.

Joguei minha cabeça pra trás a encostando em seu pescoço e ele beijou minha bochecha, ele saiu de dentro de mim e me pegou no colo.

Subiu a escada até meu quarto comigo em seu colo, e me colocou na cama e estiquei meus braços o chamando, ele riu e deitou sobre mim. Seus lábios tocaram os meus em um beijo calmo, minhas mãos acariciando seu cabelo macio.

Ficamos nos encarando por alguns minutos em silencio, meu corpo ainda estava quente por conta do prazer que ele sempre me fazia sentir, Edward fez uma careta, franzindo o cenho e passei meus dedos pela suas sobrancelhas.

-O que foi?

-Eu vou sentir sua falta. – senti meu coração se apertar e me agarrei a ele.

-Como assim?

-Eu vou viajar hoje à noite. – ele falou e suspirei, sabia que ele teria que ir, mais não queria. O medo de ele não voltar mais, ou pior voltar com outra. Senti sua mão em meu queixo me fazendo encara-lo.

-Sabe que eu te amo, não é? – eu assenti deixando uma lagrima escorregar e ele beijou meu rosto.

-Não fique assim Bella, eu volto, eu preciso mesmo ir. Sabe preciso pegar mais roupas, comprar um piano novo.

-Pra que precisa de um piano?

-Para nossa casa. – eu sorri com a palavra nossa.

-Mais você não tem um em Londres?

-Sim, mais não vou vender a minha casa, quero te levar lá um dia. – sorri com a possibilidade eu e Edward em Londres.

-Mesmo. – eu sorria como uma criança que acaba de ganhar seu doce favorito ele riu beijando meus lábios.

-Claro que sim. Já até imagino eu e você em cima do meu piano.

-OMG, você só pensa nisso. – ele riu alto.

-O que mais eu posso pensar com uma mulher semi-nua embaixo de mim. – eu corei violentamente e ele beijou minhas bochechas.

-Eu amo você Bella.

-Também te amo Edward.

-Eu não vou demorar, eu também não posso ficar longe de você. – sorri e me agarrei mais nele sentindo seu corpo colado ao meu.

-Não vai dormir com ninguém não é? – perguntei sem encará-lo, e ele puxou meu rosto para eu olhá-lo.

-Bella você é a única mulher que eu quero. – eu sorri com isso e me aconcheguei mais nele.

-Você também é o único pra mim.

-Bom ouvir isso, estava preocupado que você me trocasse por algum garoto idiota da sua escola. – eu ri disso, essa era minha preocupação que ele percebesse que ele pode ter alguém muito melhor do que eu.

-Não seja bobo, eu nunca vou querer ninguém além de você.

Ele sorriu torto e voltou a me beijar, passamos o resto da tarde, trocando beijos e fazendo planos para a casa que ele iria comprar assim que voltasse, ele disse que só demoraria dois dias na viagem e isso me animou.

Eu podia agüentar dois dias. Já era umas cinco da tarde quando eu o acompanhei até a porta, ele me abraçou apertado.

-Eu te amo. – falei contra seu peito tentando segurar as lagrimas e ele beijou
meus cabelos.

-Cuide do meu coração, pois ele ficara com você. – eu sorri e beijei seu queixo.

-Prometo cuidar com carinho. - ele sorriu torto e partiu deixando meu coração apertado de saudades.

Continua...


0 comentários :

Postar um comentário