DPOP - Capitulo 9

- Onde eu irei dormir? – Bella perguntou bocejando...
- No meu quarto. – acrescentei logo depois. – comigo.
- O que? – ela arregalou os olhos visivelmente chocada . – e seus pais, não! Eu durmo aqui.
- Não, relaxa, vamos. Meus pais não ligam para isso. Acredite eles preferem embaixo do teto deles do que por aí.
- Edward, eu não vou transar com você aqui. – agora eu a olhei chocado.
- Bella, nós não vamos transar. Nós vamos fazer amor. Agora vamos logo, antes que você caia dormindo aqui.
- Bem, agora não quero dormir mais. – se aproximou do meu ouvindo sussurrando. - agora eu quero fazer amor com você. – a prensei no meio da escada. Beijando de um jeito selvagem que eu sei que ela gosta.
- Edward, seus pais. – dizia entre os beijos. – se eles nos virem aqui.

- Não vão ver nada do que não fazem. Ou você acha que o Doutor Cullen e a Dona Esme não fazem mais isso. – comecei a rir pensando na cena bizarra que eu presenciei quando criança, meus pais “fazendo Alice” – ou você acha que Alice Gnominho Cullen nasceu do repolho, ou eu e Emmett?
- Tá, entendi, mas... Vamos sair da escada. E o que você esta rindo?
- Eu te explico depois. Vamos quero te mostrar meu quarto.
Meu quarto não mudou nada desde a adolescência só a cama que ficou maior. Eu adoro dormir em cama de casal, era mais espaçoso e eu teria conforto. Apesar que hoje eu adoro dormir com Bella em meus braços. Uma grande mudança. Bella olhou cada detalhe, cada foto. Cada livro que tinha no meu quarto até seus olhos pousarem na cama.
- Aposto que todas as mulheres de Forks dormiram aqui.
- Não, geralmente eu usava o motel de Port Angeles mesmo. – o que foi que me fez ser tão sincero assim? – não, que tenha sido todas as mulheres da cidade. - tentei consertar. – longe disso. Eu tive poucas namoradas, e nenhuma delas esteve aqui.
- Sei... – ela ergueu uma sobrancelha para a janela.
- A Janela que fez a minha festa de adolescente. Quando era mais novo olhava a vizinha gata que tínhamos. – porque eu estava sendo tão sincero mesmo. - como será que ela está hoje. - Fui me aproximando da janela enquanto Bella me observava parecia que já sabia o que ia acontecer. – Jesus! O que é isso? – uma senhorinha estava de camisola se preparando para dormir. Escutei as risadas de Bella que se deitou em minha cama. – é já não faz nem mais minha alegria de adulto.
- Sua mãe me contou sobre a vizinha. – falava rindo e segurando a barriga. - Esperei tanto para ver sua reação, foi muito boa. – engraçadinha não é? Fechei a cortina e caminhei até a cama. Deitei ao seu lado pegando sua mão trazendo até minha boca e beijando.
- Está muito cansada? – perguntei por que a posição que eu queria fazer hoje. A maior participação seria dela e não minha.
- Não mesmo. – disse com um sorriso doce. - Você me despertou totalmente na escada. O que você quer fazer hoje?
- Está querendo me agradar? – Bella jogou os braços no meu pescoço chegando perto e me beijando.
- É saudade também. – me beijou docemente. Se não fosse Bella ali fazendo isso. Eu teria afastado e dizendo que não gosto desses carinhos melosos. Mas era ela e meu peito inflou quase explodindo. – você não está com saudade?
- Saudade, sim.. - subi minhas mãos pela suas costas soltando o fecho do seu sutiã. – muita saudade. - Mais agora eu lembrei. Levantei num salto, indo até a minha mesinha. Retirando o livro do Kama Sutra. – como eu sempre te expliquei como faríamos a posição. E você sempre foi uma boa aluna, e eu nunca tive que explicar mais de uma vez. Eu nunca realmente te mostrei. Apesar de você ter o livro, sua safada. Mas não sei se você já leu todo. Então conheça a posição que faremos hoje.
Nos deitamos de barriga para baixo, como dois adolescentes. Folheando as páginas a procurar da posição, até que achamos rapidinho. Ela olhou a posição depois para mim e me deu um sorriso travesso.
- Então é isso, a posição é Você embaixo impulsionando para mim, que estarei de quatro a sua espera meu amor.
Bella se levantou retirando toda a sua roupa eu até estranhei a sua disposição para quem antes estava quase dormindo no sofá da sala. Em 2 segundos estava nua, não me fiz de rogado jogando a para a cama e beijando seus seios como eu senti falta daquele corpo quente. Beijei cada seio e deslizando minha mão até seu sexo. Parei no meio do caminho voltando para sua barriga. Bella resmungou e eu não dei assunto continuei meu trabalho. Deslizei minha língua por seus mamilos enquanto ela lutava com minha camisa. Levantei os braços para que ela terminasse de puxa e colei nosso corpo novamente para beijar sua boca.
Bella se agarrava aos meus cabelos. Forçando passagem com sua língua, passagem que dei a ela com gosto. Me soltei dela ficando de joelhos entre suas pernas. Fazendo minha melhor cara sexy que eu poderia imaginar no momento. Eu poderia estar parecendo um ridículo nesse momento, pouco me importava. Peguei o cinto e deslizei para fora do caminho. Bella me olhava mordendo os lábios abafando um gemido. Talvez ainda com medo de meus pais nos escutarem, o que eu duvido os velhos já deve estar no décimo quinto sono. Ou fazendo o mesmo que nós. Coloquei minhas mãos na calça e Bella levantou, colocando suas mãos sobre as minhas.
- Deixa que eu faço isso. – me olhou nos olhos enquanto abria o botão e deslizava o zíper e a calça e minha boxer para fora do seu caminho. - tão grande, grosso. Eu adoro...
Agarrou com duas mãos e colocou todo o meu membro em sua boca, enquanto voltava deslizava sua língua rodeando todo o meu membro. Gemia de satisfação, sua língua quente e macia acariciando meu membro. Novamente deslizou sua boca agora agarrando minhas bolas e massageando, apertando em um circulo como um anél apertando-as causando um prazer que eu jamais imaginei. Seus movimentos sugando meu membro faziam variados ruídos. Que me causavam espasmos como se fosse chegar ao orgasmo naquele momento. Fiz um rabo de cavalo com seus cabelos e a ajudei no ritmo, um ritmo rápido que fazia com que os ruídos causassem ecos pelo quarto. Junto com meus gemidos. Bella soltou o “anel” que havia feito com sua mão, me empurrando um pouco. E olhando novamente nos meus olhos. Seus olhos vermelhos e os lábios mais ainda pelo esforço.
- Você gosta quando eu te chupo assim Edward? – quem era aquela e o que fez com a doce e tímida Bella? – gosta quando eu aperto seu pau, não só com a minha buceta. Diz que você adora.
- Amo cada coisa que você faz. – estava preparado para o resto da coisa toda. Mas parecia que ela não estava.
- Deite-se. – eu iria protestar, era ela quem iria ficar embaixo. – quero terminar aqui.
Ela forçou meu corpo e me fez deitar, chutei o resto das minhas roupas e sapato pelo quarto enquanto ela se posicionava entre minhas pernas. Deslizando novamente meu membro por sua boca.
- Quero provar, me fartar com a sua porra Edward. – meu pau latejou novamente, enquanto meu cérebro processava o que ela havia dito. – quero que você goze na minha boca, quero provar até a última gota. – gemi novamente alto sem me importar com os meus pais ou meus irmãos no quartos próximos.
Bella chupava forte, apertando, passando os dentes e gemendo causando vibração no meu membro. Cada vez mais eu sabia que estaria chegando ao ápice. E dando a ela o que ela queria. Agarrei seus cabelos novamente, acelerando seus movimentos até que não pude mais agüentar. Sem largar sua cabeça dando o que tanto ela queria. Com dificuldade pelo meu tamanho vi minha porra escorrendo entre seus lábios coisa que logo depois, prontamente ela limpou toda a extensão dele. Rodeando a cabeça com sua língua e me dando um sorriso satisfeito.
Puxei novamente pelos cabelos, sem me importar se machucaria. Como ela puxa os meus e a beijei passando minha língua por sua boca com Bella gemendo. Com o beijo, quebrando o contato de nossos lábios logo depois.
- Esta preparado para gozar novamente. - Se deitando do meu lado.
Levantei e me coloquei na posição, me apoiei nos joelhos e nos braços. Graças a Deus e a minha academia em casa, eu tenho um bom preparo físico. Bella deslizou suas mãos por todo o meu abdômen até chegar a meu membro, quando achei que ela iria agarrá-lo ela fez o mesmo que fiz com ela. Voltando arranhando meu peito. Se apoiou em mim com as mãos em minhas costas e elevou seu quadril, com uma mão livre posicionou meu membro em sua entrada terminando de elevar ainda mais seu quadril.
- Você gosta de sentir o quanto eu estou molhada Edward?
Sua gruta extremamente molhada, macia e apertada que em alguns momentos eu pensei que não suportaria. Aproveitando o calor e a sensação de me ter dentro dela, gemeu baixinho. Descendo um pouco o quadril até que somente a cabecinha do meu membro estava nela. Elevou o quadril com força. Me levando todo para dentro de sua gruta.
- Bella...
A pressão cada vez mais forte, assim como minha vontade de gozar junto com ela. Apoiada somente em um dos braços. Passei o braço livre por sua cintura ajudando-a no movimento intenso e forte. Entrando e saindo cada vez mais rápido chocando nossos corpos. Se daria a Bella uma dor de coluna fudida depois. Eu não me importava, porque sei que naquele momento ela estava tendo muito prazer. Bella agora gemia descontroladamente. Às vezes alto, então ela abaixava o volume com medo dos meus pais nos ouvirem.
Então Bella revirou os olhos e estremeceu com um gemido, meio estrangulado. A pressão em meu membro aumentou. Puxei Bella colando nossos lábios nunca partindo o contato de nosso sexo. Não me perguntem como agüentei todo o peso dela. E gemendo alto, gritando que era abafado pela sua boca cheguei ao ápice. Sentindo mais nada. Perdendo toda a noção de onde estava. Desci o corpo mole de Bella até a cama me posicionando entre seus seios e adormeci. Com a promessa que amanhã faria tudo para que Bella fosse minha. Só minha.

Posição do capitulo: Parece mais não é
A posição tem um segredo. Observe na ilustração que o bumbum da mulher não está apoiado na cama. O homem deve ficar de quatro (sobre os joelhos e as mãos) e você, erguer o corpo ao encontro do pênis. Enquanto ele mantém a posição, a iniciativa dos movimentos de entra-e-sai é sua.
HTTP*//nova*abril*com*br/images/edicoes/422/5-kama-sutra-parece-mas-nao-e*gif (retirem os *)

0 comentários :

Postar um comentário