One-shot - Who Owns My Heart


Sinopse: Numa família rica e bem sucedida de Seattle, tem a pequena e linda Izabella Swan, ela tem com amigos Edward Cullen e Jacob Black seus melhores amigos na verdade, em certo dia ela quem e si e descobri que estar apaixonada pelos dois é agora?
-Há! Quero saber se vocês dois vão querer dividir á mesma namorada? – falei rindo sem humor.
-Quem sabe - disse o Ed beijando o meu pescoço e me abraçando de lado.
-E quem sabe? – disse o Jake fazendo o mesmo que o Ed mais do outro lado.
Inspirada da música da cantora Miley Cyrus.

Who Owns My Heart

Quem é o dono do meu coração?
É amor ou é arte?
Porque o jeito que você mexe seu corpo está me deixando confusa
E eu não sei dizer se são as batidas ou as faíscas
Quem é o dono do meu coração?
É amor ou é arte?
Sabe, eu quero acreditar que somos uma obra prima
Mas às vezes é difícil de dizer às escuras
Quem é o dono do meu coração.

Capitulo Único.

Nossa como eu estou nervosa, logo hoje no meu aniversário de dezoito anos o Jake me apronto uma dessa, o maluco me liga às sete e meia da manhã, me dizendo que me ama e que quer ser meu namorado, claro que eu não aceitei, poxa ele que começar um namoro assim? Se for assim eu não quero, e além do mais eu gosto de outo menino também.
Nem conseguir dormi, mas eu consegui, sai da cama e fui tomar banho, enrolei um bocado lá, sai e fui trocar de roupa, peguei um conjunto de calcinha e sutiã, botei uma bermuda jeans e uma regada branca, voltei para o banheiro e escovei os dentes, penteie o cabelo e desci, passei na cozinha e senti o doce arama do café da tia Maria, a senhora que trabalha aqui em casa.
-Bom dia tia – disse sorridente.
-Bom dia pequena, há essa hora acordada? – perguntou ela.
-Sim, sim – disse pegando uma maça de cima da mesa.
-Ah! Já ia me esquecendo – exclamou ela virando - se em direção ao armário, abaixou-se abriu a porta de baixo e tirou uma pequena caixinha enrolada em um papel metálico, endireitou-se e me entregou – Feliz Aniversário pequena.
-Oh! Maria não precisava – disse levanto da cadeira e indo a sua direção, dei-lhe um abraço bem forte – Muito obrigada.
-Por nada pequena – disse – Espero que goste, e uma coisa humilde.
-Claro que vou gostar – disse botando a caixa em cima da mesa – Nem que você desse-me uma pedra eu iria reclamar.
-Olha que eu vou pegar essa dica – disse ela sorrindo e eu acompanhei. Curiosa como eu sou tratei logo de abri a caixa, resguei o papel, abri a caixa e de dentro tirei um porta joias de bailarina, daquelas que a boneca dança. Nossa nunca nenhum presente me encantou tanto quanto esse.
-Own! Muito obrigada tia Maria – disse quando a primeira lagrima escorreu – Muito obrigada mesmo, foi o melhor presente que eu ganhei em dezoito anos.
-Que isso Bella – disse – Você tem tantos presentes melhores.
-Não tia não é que eu tenho os melhores presentes – falei secando a lagrima – E que esse presente é especial, não foi comprado em nenhuma loja de grife ou num luxuoso shopping, foi comprado em uma lojinha de esquina, mas foi de coração.
-Você gostou mesmo? – perguntou ela arqueando as sobrancelhas
-Claro que eu gostei – a braceei de novo – Muito obrigada.
-De nada pequena – disse – Agora vá para sala de jantar que vou servi o café.
-Ok! – disse pegando meu presente e indo para o meu quarto guarda.
Guardei o meu presente e desci, quando passava na frente do quarto do mano ele sai.
-BELLA – berrou ao me ver – Feliz Aniversário princesa. Ele me pegou num abraço de urso que juro que não sentia mais minhas mãos.
-Obrigado mano – disse puxando o ar.
-Agora já e maior de idade, é isso ai – disse ele sorrindo o que faz as covinhas dele aparecerem.
-Verdade! – disse – Agora eu que me mando.
-Vai com calma tá? – falou ele tentando suar sério.
-Ok! – respondi e descemos.
Chegamos e a mesa do café já estava posta, mamãe e papai nos seus devidos lugares eu sentei no meu lugar e o mano no dele.
-Bom dia minha filha – disse a mamãe- Feliz Aniversário.
-Obrigada mãe – respondi.
-Feliz aniversário princesa – disse o papai.
-Obrigado pai – falei.
-Como é ter dezoito anos filha? – perguntou minha mãe.
-Ainda estou descobrindo – respondi – Mãe, pai? Posso pedir uma coisa?
-Claro filha hoje é o seu dia – disse meu pai.
-Obrigada – agradeci – A Maria pode tomar café conosco?
-Claro que pode – respondeu minha mãe – Se ela quiser é claro.
-Maria? – chamei – Toma café com agente?
-Eu não sei – disse ela envergonhada.
-Vai Maria deixa de frescura – disse o Emmett.
-Por favor! – pedi.
-Tudo bem – falou ela por fim.
-Aê – disse o mano – Toca aqui Bella.
Fizemos o nosso aperto de mão e prosseguimos com o café.
Logo depois do café subi arrumo ao meu quarto me tranquei e por lá fiquei, depois de horas meu telefone toca, logo pensei que era o Jake, mas não era ele, era o:
-Oi! Edward – disse.
-Oi Bella – falou ele – Feliz Aniversário.
-Muito obrigado – respondi.
-Como você estar? – perguntou ele.
-Muito bem – disse – Quer dizer, bem melhor agora.
-Assim você me deixa gabado – falou rindo.
-Pois fique, por que é verdade – falei.
-Ainda vai ter o almoça na tua casa? – perguntou.
-Claro – respondi – Você vem né?
-Claro – respondeu – Você acha que eu deixaria de ir ao seu aniversário?
-Não! – respondi.
-Então me espera – falou.
-Ok! – disse e desligamos.
Minutos depois meu telefone toca e fui atender.
-Alo – disse.
-Oi Bella é o Jake – falou.
-Ah! Oi Jake – disse.
-Desculpa por hoje cedo – falou.
-Que isso – disse – Tá de boa.
-Ainda posso ir a sua casa né? – perguntou.
-Claro – disse – To te esperando.
-Tudo bem – disse.
Ok! – falei.
-Er... Vou desligar – falou.
-Ok! Até depois – disse e desliguei.
Nossa como eu to ferrada, não disse nada, mas eu Izabella Swan, sou apaixonado pelo Jake e pelo o Edward e Jake ainda vem e me diz que me ama, OMG! O que eu faço, se eu ficar com o Jake, não vou poder namorar o Ed e vice e versa.
Puta que pariu, por que meu Deus, por que esses dois tem que ser tão lindos ein?
...
Fiquei por horas deitada na minha cama, pensado no que eu ia fazer da vida, Jake ou Ed? Quem é o dono do meu coração? Uma leve batida na porta me despertou.
-Posso entrar? – perguntou o Edward.
-Claro – disse saindo da cama.
-Oi! – disse ele ao entrar.
Não consegui formular uma única frase, como pode ser tão lindo, os cabelos numa cor de bronze desgrenhados, um par de olhos verdes lindo, um corpo esculpido por deuses. UAU.
-Bella! – chamou - Se ficar me secando desse jeito eu vou ficar com vergonha.
-Por quê? – perguntei – O que é lindo e para se admirar.
-Bella não fala assim – disse ele aproximando-se de mim.
-Por quê? – perguntei arqueando a sobrancelha.
-Por que eu posso esquecer que você é minha amiga – andou mais dois passos na minha direção – Posso esquecer que estou um andar acima do seu pai – sorriu torto.
-Meus pais saíram – disse.
-Bella você tá brincando com fogo – falou agora com a mão na minha cintura.
-Então eu quero me queimar – sussurrei no ouvido dele.
Ele jogou-me na cama, sem delicadeza alguma, passou a mão por toda a lateral do meu corpo, beijou minha barriga por cima na blusa, subiu mais até chegar ao meu pescoço.
-Tão cheirosa – disse fugando no meu pescoço.
Não me fiz de rogada, passei a mão por toda a extensão da costa dele até chegar onde eu queria o bumbum, apertei com vontade, o que fez ele morde meu pescoço.
-Delicia de bunda em Ed – falei apertando o outro lado.
-Gosta? – perguntou ele me encarando.
-Muito – respondi.
-E todo seu – falou.
Botei minha mão por dentro da calça dele, sentindo a pele macia do bumbum dele, oh delicia viu, sempre tive vontade de aperta esse bunda e agora que tenho não vou desperdiçar. (N/A: Imaginei vocês apertando o bumbum do Rob! Ai! Delicia rs) Botei minha mão por baixo e abri a calça dele, ele viu o que eu queria e me ajudou a tirar.
-Quer vê o Ed júnior? – perguntou mordiscando minha orelha.
-Quero – disse sem vergonha.
-Bella, Bella – disse – Você vai tirar minha concentração.
-Já era para ela ter indo embora há muito tempo – disse depositando um suave beijo nos lábios dele.
-Bella eu gosto muito de você – falou me encarando – Mais do que um simples amigo.
-Eu também Ed! – confessei.
-Fica comigo – pediu.
-Edward eu... – tentei falar.
-Tudo bem eu entendo – disse levantando –se.
-Ed – disse.
Ele virou –se de costa e abotoou a calça ajeitou a camisa e disse:
-To indo embora .
-Não – quase gritei – Não Ed, por favor, e meu aniversário.
Sai de cima da cama e abracei por trás.
-Fica – disse.
-Tudo bem – falou.
Virei para frente dele ainda com os braços em volta dela, vai que ele corre né?
-Ed eu te amo – confessei novamente – Mas eu também amo outro.
-Quem? – perguntou ríspido.
-O Jacob – falei.
Ele nada falou, juntei todas as forças que tinha e o fiz caminhar de costa até a cama, quando por fim consegui fazer ele ficar perto da mesma, fiz ele sentar e senti no colo dele de frente, peguei seu rosto com as duas mãos e disse:
-Ed isso é tão difícil – falei – Saber como é saber que você estar apaixonado por dois ao mesmo tempo, eu juro que tentei escapar de vocês dois, namorando com o Mike.
-Não lembra – disse ele ríspido.
-Por favor, Ed não me deixa – falei encostando nossas testas.
-Eu não sei Bella – falou triste.
-Se essa for a primeira e a última vez que vou poder te senti – falei – Então vou ter que fazer isso.
Encostei meus lábios nos dele, beijei todos os cantos, passei minha língua entre os lábios dele, para retribuir ele me deu acesso a baca dele, investi minha língua dentro da boca, foi o bastante para o Ed reagir e retribuir o beijo, do calmo foi ficando urgente até ficar selvagem, não aguento mais ele me jogou na cama sem para o beijo e começamos a fazer aquilo de minutos atrás, mas agora sem nenhuma delicadeza, pude sentir entras as pernas o membro duro dele, o que fez minha amiguinha se contorcer.
-Fica comigo – disse quando ele saiu dos meus lábios e foi para o pescoço – fica Ed.
-Eu fico – falou e por um momento fui até o céu.
-Oh! Edward – gemi quando ele mordeu meu seio por cima da blusa.
-Eu preciso te sentir Bella – falou ofegante.
-E-Eu sou virgem – gaguejei.
-Eu sei meu amor – disse beijando meus lábios – Mas isso não impede de eu sentir teu gosto.
Ele desceu a mão até o meu centro e apertou.
-Oh! – gemi.
-Deixa Bella – pediu beijando meu pescoço.
-Eu deixo – falei – Tudo o que tu quiseres Edward!
Ele levantou e abriu minha bermuda em um só movimento tirou ela, abriu minhas pernas na forma que eu fiquei toda exposta para ele.
-Tão linda – disse passando dois dedos em cima da minha vagina.
-Edward – sussurrei.
-O que é meu amor – disse abaixando a calça, assim pude ver o membro dele que por dentro da cueca boxer já podia ver o tamanho do moleque, ele passou a mão por cima do Ed Júnior e ficou acariciando, no minuto seguinte ele tirou a cueca e o membro dele ficou livre. OMG! Ele não é humano, caralho é muito grande – Gosta?
-Sim! – disse levanto um pouco a cabeça para olhar melhor.
-Vem aqui vê ele melhor – disso o safado fazendo um vai e vem gosto com o membro dele.
Levante-me e tirei a blusa junto com o sutiã sem tirar os olhos do pau do Ed, no estante que ia chegar perto dele o porta se abri. Para me proteger o Ed me pegou e me botou a trás dele e colo as duas mãos no membro dele, sei quere o olhar mais tive, levantei a cabeça em direção a porta e vi o Jake com os olhos arregalados em nosso direção.
-Mas o que é isso? – perguntou.
-Isso o que? – o Ed fez outra pergunta.
-Não se faça de burro Edward – falou fechando a porta – Era por isso que você não aceitou meu pedido de namoro né Izabella?
-Jake eu posso explicar – falei.
-Que pedido de namoro? – perguntou o Edward.
-Ele me ligou hoje cedo me pedindo em namoro – falei.
-Fala Bella – disse o Jake.
-Por favor, deixa eu pelo menos botar uma roupa – disse.
-Ok! – disse ele.
-Er... Pode se virar de costas? – pedi.
-Tá! – falou revirando os olhos, mais virou de costa.
Sai de trás do Edward e corri para o banheiro, peguei meu roupão e vesti e voltei para o quarto, o Ed já estava de calça.
-Voltei – falei.
-Agora pode me explicar – perguntou.
-Ai! Jake não sei por que do estresse a Bella não tem nada contigo – falou o Edward.
-Por que eu gosto dela Edward – disse o Jake vindo ara cima dele.
-Eu também gosto dela cara – disse o Ed.
-Parem – disse – Posso falar ou não?
-Pode – disseram.
-Obrigada – agradeci – Jake eu gosto do Edward, como eu gosto de ti – expliquei – Eu só não aceitei o teu pedido de namoro, por que eu a também quero ficar com o Ed.
-Bella eu... – ele tentou falar.
-Não precisa falar nada – disse sentindo a primeira lagrima escorre – Eu me sinto uma vadia por isso, amar dois de uma vez.
-Não fale isso – disse o Edward vindo para o meu lado – Nunca mais.
-Sabem, eu sei que vou perder vocês dois – falei.
-Quem disse isso? – perguntou o Jake agora do meu lado.
-Há! Quero saber se vocês dois vão querer dividir á mesma namorada? – falei rindo sem humor.
-Quem sabe - disse o Ed beijando o meu pescoço e me abraçando de lado.
-E quem sabe? – disse o Jake fazendo o mesmo que o Ed mais do outro lado.
-Hum! – gemi.
-Tá gostoso Bella? – perguntou o Edward mordiscando minha orelha em quando o Jake passava a mão no meu seio por dentro do roupão.
-Muito! – sussurrei.
O Ed me botou de costas para o Jake, abriu o meu roupão e o Jake ajudou a tirar.
-Nossa que rabo! – exclamou o Jake.
-Por que você ainda não viu a parte da frente – disse o Ed.
Eu parecia uma boneca da mão deles dois, em quando o Jake traçava beijos na minha costa até o bumbum o Edward sugava um dos meus seios com a mão no meu centro.
-Isso é tortura – protestei.
-Não é não – disse o Jake.
-Você tem um cheiro ótimo – falou o Ed e senti a sua respiração bem na frente da minha vagina, abaixei a cabeça para vê o que ele estava fazendo e me excitei ao ver que ele ia fazer um oral em mim.
-Oh! Edward – gemi.
-Quer que eu faça isso Bella? – perguntou quando ele abria mais minhas pernas e botava a esquerda por cima do ombro.
-Quero! – sussurrei.
-Pode deixar então – disse.
O Jake passou a massagear meus seios e esfregar a sua recente ereção no meu bumbum o que me deixou mais excitada. Dei um gritinho quando o Ed passou a língua na minha vagina, ele começou a chupar como se eu fosse comestível, abriu minha gruta com os dedos e enfiou a língua, já não aguentava mais segurar os gemidos e quase berrava, o Jake cada vez mais esfregava seu pau no meu rabo, puxei o cabelo do Edward quando ele me penetrou com a língua, não aguentando mais falei.
-Ed eu vou gozar – disse.
-Goza meu amor que eu quero senti o teu gosto – foi mais um incentivo para os meu espasmos aumentarem, não aguente, gritei e gozei na boca do Edward, além de ser o meu primeiro orgasmo, foi a melhor sensação da minha vida, se o Jake não estivesse me segurando pro trás com certeza eu teria caído – Teu sabor é incrível.
-Eu também quero – disse o Jake.
-Eu preciso ir para cama – disse ainda grogue – Urgente!
-Vamos – disse.
O Jake me guiou até ela, me deitou e vem por cima de mim, passou a beijar o me colo e começou a sugar o meu seio, primeiro o esquerdo depois o direto. O Jake tirou a camisa e junto à calça jeans com a boxer preta, veio para cima de mim novamente, nos beijamos, sua língua penetrando minha boca sem cerimonia alguma.
Saiu da minha boca e passou para o meu pescoço, sugou novamente os meus seios, fechei os olhos quando ele botou a mão no meu centro que nessa hora já estava encharcado, foi traçando beijos molhados desde o vão dos meus seios até perto da minha vagina.
-Daqui já posso sentir teu cheiro – falou sussurrando bem, bem perto dela – Delicia!
Ele passou a mão por toda a extensão do meu sexo, dando voltas e voltas.
-Olha para mim Bella – falou, continuei de olhos fechados – Olha.
Abri os olhos encarando o teto, levantei apoiando - me nos cotovelos e olhem na direção do Jake, mas o que me chamou atenção foi o Edward se masturbando perto de mim o que incrivelmente me deixou mais molhada ainda.
-Edward! – gemi.
-Gosta do Ed Júnior né Izabella? – perguntou aproximando – se mais de mim.
-Muito – disse – Muito mesmo – sussurrei olhando para o Ed Júnior – Ed aproximou – se mais de mim e deitou de lado, ainda se masturbando, ele começou a sugar o meu seio direito – gemi mais e mais - Jake!
-Já vou meu amor – falou em cima dela – Olha para mim.
Olhei na direção dele, quando viu que eu estava olhando para ele, começou a passar dos dedos na minha vagina, apertou o meu clitóris e me penetrou, levou a boca os dedos e eu só ficando cada vez mais molhada.
-Jake! – gemi quando ele me penetrou pela segunda vez!
-Goza para mim Bella? – pediu.
-Claro Jake! – respondi.
Ele começou a fazer um oral delicioso em mim. OMG! Que língua. Envolvi a cabeça de com minhas pernas, fazendo com que ele forçasse mais á me chupar. O Jake começou a me penetrar com a língua, uma, duas, três vezes até eu começar a sentir os primeiros espasmos de um futuro gozo. Ah! Já disse que ele sabe trabalhar bem com a língua.
-Oh! Jake eu vou gozar – protestei.
-Goza Bell`s goza – incentivou.
Ah! Não aguentei mais e gozei, pela segunda vez senti a melhor sensação da minha vida, o Jake tratou de me deixar bem limpa, bem limpa mesmo, por que ela me chupava como uma laranja.
-D.E.L.I.C.I.A – soletrou quando acabou de me chupar – Quero mais.
-Também – disse o Edward levantando, ficou com a cabeça para trás ainda punhetando o membro dele e de repente jatos começaram a sair dele melando a coxa da minha cama.
-Ed! – exclamei
-Desculpa – disse o safado sorrindo torto – Não deu para aguentar.
-Jake! Você também não vai fazer isso né? – perguntei excitante.
-Eu já fiz – disse – Antes de você gozar eu gozei – disse rindo – Tem uma pequena poça aqui no chão.
-Aff! – disse.
Os dois começaram a rir.
-Não tem graça – disse – Quem vai limpar sou eu. Falei fazendo bico.
-Agente te ajuda – disse o Edward me puxando para deitar junto com ele.
-Claro que ajudamos – disse o Jake.
-Vem Jake deita aqui também – convidei.
Ele veio e deitou do outro lado, já disse que os dois ainda estão duros? Então disse agora! Fiquem olhando para os dois por bastante tempo!
-O que vamos fazer agora? – perguntou o Jake.
-Eu não sei! – confessei.
-Vamos namorar – disse o Ed.
-Como? – perguntei – Acha que meus pais vão aceitar isso?
-Bella você tem dezoito anos – falou o Ed – Já sabe o quer da vida!
-E além do mais, nos podíamos nos mudar para La Push – disse o Jake.
-Onde é La Push? – perguntei.
-Perto da cidade chuva! – disse.
-Cidade chuva? – exclamou o Ed.
-É – confirmou – Forks.
-Ah! – disse rindo.
-Mas – disse o Ed – E uma boa para gente, ninguém conhece a gente lá!
-È verdade – concordei.
-Então somos seus namorados Bella? – perguntou o Ed.
-Sim! – exclamei – Se vocês aceitarem, e claro.
-E obvio que eu aceito – disse o Edward me beijando.
...
-Deixa um pouco para mim tá! – reclamou o Jake – Eu aceito.
Disse me beijando também.
...
-Meninos! – chamei.
-O que! – disse o Edward com a boca ainda no meu sei direito.
-Não atrapalha – disse o Jake no meu seio esquerdo.
-Temos que parar – sussurrei – Meus pais podem chegar a qualquer momento com as compras do aniversário.
-Tinha até esquecido disso – falou o Ed mordisquando o bico do meu seio.
-Parem já os dois – tentei soar sério.
-Ah! Não – disse o Jake.
-Ah! Sim – tentei me soltar deles – Me soltem!
-Não – disse o Ed sorrindo.
-Por favor! – pedi fazendo bico.
-Não – disse o Ed beijando meu bico.
-Vocês querem morre mesmo né? – perguntei.
-Por você? Sim! – disse o Jake.
-Me soltem – pedi.
-Tudo bem – falou o Ed – Mas lá em casa você não nos escapa.
-To ansiosa por isso – disse saindo correndo da cama, antes de entrar no banheiro gritei – E limpei tudo isso. Ouvi alguns resmungos e fechei a porta do banheiro com a chave. Vai que eles tentam me pegar aqui, bem que eu queria – Para com isso Izabella – Parei!
Só espero que a tia Maria não tenha ouvida nada o que se passou aqui em cima.
...
Sai do banheiro, já com os cabelos penteados e devidamente perfumada, encontrei os dois, só de cueca assistindo televisão.
-Quem vai tomar banho? – perguntei indo em direção ao meu closet.
-Eu! – disse o Jake.
-Ok! – falei já dentro do closet.
Ouvi o baralho da porta do banheiro sendo fechada.
-Bell`s? – chamou o Edward.
-Oi! – respondi.
-Vamos conversar com os seus pais hoje! – falou na parta do closet.
-Tudo bem – disse insegura.
-Tá com medo? – perguntou.
-To! – respondi sem ao menos pensar.
-Pois não fique – disse entrando no closet – Eu e o Jake vamos te proteger de tudo e de todos.
-Eu sei – disse abraçando ele pela cintura.
-Tem medo de que? – perguntou fazendo carinho no meu cabelo molhado.
-De que eles me afastem de vocês – confessei – Eu não vou suportar isso.
-Eles não vão conseguir meu amor – disse segurando o meu rosto com as duas mãos – Eu prometo.
-Te amo – falei depositando um cálido e singelo beijo nos seus lábios.
-Eu também – disse - Bota logo essa roupa.
-Ok! – disse rindo. Entrei várias peças de roupa, acabei optando por um vestido, soltinho florido de cor rosa, escolhi o conjunto de calcinha e sutiã e me vesti, calcei uma rasteirinha e voltei para o quarto.
-Bell`s sabe que vai chegar? – perguntou o Jake já de banho tomado e vestido.
-Não! – respondi sentidos entre as pernas dele na cama.
-Minha irmã – disse.
-Sério? – perguntei – Quando a Rachel chega?
-Amanhã – disse ele sorrindo quando virei para depositar um Celinho nele – Ela queria vir para o seu aniversário, mas o chefe dela não deixou.
-Poxa! – disse. A Rachel é minha melhor amiga, sempre fomos unidas desde bem novinhas, como ela é mais velha do que eu foi logo para universidade de Washington, estudar enfermagem e graças a Deus estar dando tudo certo para ela, e em menos de seis meses fazendo a faculdade ela já conseguiu um estajo num pronto socorro de lá.
...
Em menos de dez minutos o Edward saiu do banho, ainda com a tolha enrolado no carpo, eu e o Jake ficamos falando amenidades até o Ed sair do banho, ele ficou parado na frente da cama que eu me esqueci de avisar que estar sem roupa de cama. Ele tirou a toalha ficando nu e claro que eu não deixei de espiar aquele membro branco lindo grosso e grande.
-O que tá olhando Bella? – perguntou o safado.
-O Ed Junior – disse.
-Quer pegar ou falar com ele? – perguntou o cretino só me atiçando.
-Não obrigada – disse olhando para televisão – Quem sabe mais tarde.
-Você que sabe – disse rindo.
-Idiota – joguei o travesseiro nele.
-Linda – falou vestindo a calça.
...
-Vamos logo – chamei os dois para descermos.
-Calma – disse o Jake calçando o tênis – Pronto.
-Até que fim – resmunguei – A mulher aqui sou eu.
-Tá bom Bella – disse o Jake revirando os olhos.
Descemos as escadas e fomos para o jardim, caraca meus pais são demais, o Jardim está todo ornamentado com flores, e balões, mesas espalhados por todo o lado e no centro no jardim a mesa onde estarão às comidas e o meu bolo, bem em cima onde estar à mesa tem uma barraca e a estrutura da barraca está escrito “Feliz Aniversário Bella”.
-Eles capricharam – disse o Edward.
-Verdade – disse.
-E lá vêm eles – disse o Jake, olhei para a entrada de casa e avistei meus pais e meu mano, junto com a vovó. Fui andando na direção deles, deixando os dois para trás.
-Filha – disse meu pai – olha quem achamos no caminho.
-Oi vó – disse.
-Minha menininha – disse minha vó – Estar tão linda.
-Obrigada vó – disse abraçando ela.
-Feliz Aniversário! – disse me entregando uma caixa.
-Oh! Muito obrigada vó – disse abraçando novamente – Não precisava.
-Claro que sim – disse –Temos que comemorar.
-Só sua presença vó, bastava para mim – disse.
-Deixa disse menina – falou – Desde pequena nunca gostou de presentes.
-Eu sou anormal – disse rindo voltando com eles.
-Não fale assim filha – disse minha mãe rindo.
-Passei que vocês fossem trazer o jantar – disse mudando de assunto.
-Aconteceu um acidente na rodovia – disse o mano – Pensei que ia voltar andando.
-Ixi – falei.
-Quem estar ai? – perguntou o papai.
-Ed e o Jake – disse.
-Ah! – falou.
...
-Boa tarde senhor e senhora Swan e vó – disse o Ed.
-Boa tarde – disseram todos.
-Boa tarde á todos – disse o Jake.
-Boa tarde – responderam novamente.
-Vamos entrar Renée e mãe – disse o papai.
-Até logo – disse a vó.
...
-Ganhei presente – disse sentando juntos com os meninos.
-Abri – disse o Ed.
-Ok! – disse abrindo a fitinha que tinha por cima da caixa, tirei a tampa, nossa, ganhei uma câmera ultra mega super da hora, sabe aquelas câmeras de fotógrafos profissionais? Foi uma dessa que eu ganhei =D
-Caraka Bella – disse o Jake pegando a câmera da minha mão – Essas são as melhores.
-Eu sei – disse sorrindo.
-Vamos estrear ela – disse o Ed – Bati uma foto nossa.
-Beleza – disse o Jake.
Ele botou a câmera para cima na forma que eu, ele e o Edward aparecêssemos na foto, depois de um “clique” a foto já estava pronta.
-Deixa eu ver – disse.
O Jake me passou a câmera, e ficamos até bonitos.
-Minha vez – disse o Ed.
Entreguei a câmera para ele.
-E até que ficamos bonitos – disse o que eu passei.
...
Depois de uma hora todas as comidas já estavam prontas e no seu devido lugar junto com o meu bolo de aniversário, todos os convidas já estavam aqui também. O mano se juntou a nós na mesa e nem deu para ficar brincando.
-E as gatas Ed? –perguntou o Emm.
-Já arrumei a minha – disse o Edward olhando para mim.
-E tú Jake? – disse o mano.
-Também já arrumei a minha – falou o Jake também me olhando.
-Eu conheço? – perguntou.
-Sim – disseram juntos.
-Ela tá aqui? – fez outra pergunta.
-Tá – disseram novamente juntos e eu só rindo.
-Onde? – disse o Emm.
-Já você vai saber – disse o Edward piscando para mim.
Nossa o meu aniversário promete. Mamãe chamou para irmos comer, até que fim meu estomago já estava comendo o meu fígado, me servi e os meninos fizeram o mesmo, peguei meu refrigerante e voltei para mesa, antes de sentar algum ser me chama.
-Oi Bella – disse.
-Ah! Oi Mike – só o que me faltava, cadê os meninos.
-Feliz aniversário – disse ele vindo me abraçar.
-Obrigada – retribui o abraço.
-Como eu sei que você não gosta de presente eu não trouxe nada – quem o convidou mesmo?
-Ah! Não precisava mesmo – confirmei.
-Já tem namorado? – perguntou.
-Já –respondi.
-Cadê ele? – perguntou ríspido.
-Por ai – disse.
-Namorado que deixa a namorada sozinha não presta – falou sorrindo.
-O que trai também – esqueci-me de comentar que o Mike me traiu.
-Bella esquece aquilo – disse.
-Já esqueci Mike – falei rindo – Já tenho até namorado.
-Vou indo – disse ríspido, já vai tarde.
-Tchau – disse sorrindo.
O ótario virou à costa e foi embora, graças a Deus, segundos depois os meninos chegaram.
-O que ele queria? – perguntou o Ed.
-Me desejar um feliz aniversário – disse já me sentando.
-Ótario – disse o Jake.
-Eu sei – falei – Vamos encerrar o assunto e comer.
...
Passado a hora do almoça fomos dança numa pista de dança improvisada, começaram a tocar funk, típica música brasileira, os dois começaram a dançar agarrados a mim, sem ao menos disfarçar, meu rosto já estava pior que tomate de tão vermelho. A música acabou e os dois me soltaram, voltamos para mesa e percebi que os meus pais nos encaravam.
-Pensei que vocês fossem comer minha irmã – disse o Emm sério.
-Que isso Emmett – disse o Edward tirando a camisa e se abanado com ela.
O Jake fez o mesmo, prendi meu cabelo em um coque e me abanei com as mãos.
-Tá quente né? – perguntei.
-Muito – disse o Jake.
Depois no clima chato que ficou no ar a mamãe chamou para batermos parabéns.
-Não precisa mãe – disse.
-Claro que sim minha filha - disse beijando meu rosto.
-Vamos Bella deixa de vergonha – disse o papai.
-Tudo bem – disse contra a minha vontade e fui para trás da mesa onde estava o bolo. Vi o Edward com a câmera da mão junto com o Jake, meus parentes todos a postos perto da mesa e meu mano do meu lado junto com a mamãe e o papai. Mamãe acendeu a velha de cima do bolo e iniciaram o musica dos parabéns. Fleches e mais fleches saiam da direção dos meninos a felicidade que eu senti era tão grande que tive vontade de gritar, os dois homens da minha vida ali comemorando a minha liberdade.
...
-EEEEE Viva a Bella – disseram todos ainda batendo palmas.
-Faz um pedido filha – disse minha mãe.
Fechei os olhos e com o fundo do meu coração pedi que eu ficasse com os dois e fosse muito, mas muito feliz mesmo.
Abri os olhos e apaguei a vela.
-EEEEEEE – todos comemoraram.
-Obrigada por terem vindo – agradeci.
-Corta o bolo mana – disse o ansioso do meu irmão.
Cortei o bolo e o primeiro pedaço dei para a vovó o segundo junto para os meu pais, o terceiro para tia Maria e o quarto para o Emmett que estava fazendo birra do meu lado. Mamãe cuidou de distribuir o resto do bolo para o povo, peguei um pedaço e levei para os meus meninos.
Fui em direção da minha casa, entrei e sentei no sofá da sala e esperei os dois virem, os dois entraram em casa me procurando eu acho.
-Aqui – falei.
-O que estar fazendo? – perguntou o Jake sentando – se do meu lado.
-Descansado do povo lá de fora – disse.
-O que é isso? – perguntou o Ed já do meu lado.
- É bolo – disse -Trouce para vocês dois.
Peguei o garfo e espetei o bolo de chocolate com cobertura de brigadeiro e levei a minha boca.
-Nossa isso tá ótimo – exclamei.
-Eu quero – disse o Ed.
Novamente espetei o bolo e levei a boco dele.
-Bom mesmo – disse ele.
-Também quero – disse o Jake fazendo bico.
Antes de dar o pedaço de bolo para ele, dei um Celinho do bico dele.
-Bobo – falei e dei o pedaço de bolo.
-Quem fez? – perguntou o Jake.
-A mamãe – disse comendo outro pedaço do bolo.
-Nossa sogra cozinha bem ein Ed? – disse o Jake.
-Verdade – falou o Ed.
Ri dos dois e beijei os dois.
-O que significa isso? – perguntou meu pai visivelmente irritado.
-Er... Pai eu... – tentei falar.
-Senhor Cullen nos podemos explicar – disse o Edward levantando-se.
-Calado – disse meu pai – Izabella já pro quarto.
-Mas pai – disse.
-Pro quarto – disse irritado.
-Mãe – tentei buscar ajuda.
-Seu pai já disse – falou.
Sai correndo em direção ao meu quarto chorando, merda agora tudo vai dar errado, por que eu não posso ser feliz com os meus meninos? Tá eu sei que isso não e comum na sociedade que vivemos, mas todos temos o direito de ser felizes né? Merda, merda e mil vezes merda.
Entrei no quarto e bati a porta com toda a força que tinha me joguei na cama e chorei mais.
Edward POV
Eu sempre fui apaixonado pela Bella, desde o primeiro dia que a vi no portão de entrada da escola, linda, cabelos castanhos avermelhados, baixinha com os olhos chocolates mais intensos da minha vida, de cara fiquei a amigo do irmão dele o Emmett, cara super gente fina amigão mesmo, isso só foi mais um passo para me aproximar dela, nos conhecemos e também de cara fiquei amigo dela, mas como nada é perfeito o Jacob também apareceu na nossa vida, virou amigo da Bella também me deixando sego de ciúmes.
Mas como felicidade de pobre dura pouco, meses depois ela começou a namorar a mala do Mike Newton, não sei o que ela viu naquele ser. Fiquei uns dias sem falar com ela, não conseguia olhar aqueles dois beijando-se na minha frente, só de imaginar onde a mão dele passa ou já passou no corpo dela me deixa com enjoo. Mas o zé ruela não foi homem o suficiente para segurar ela, traiu com a mulher mais oferecida de toda a cidade de Seattle: Tanya Denalli. Bella sofreu muito, afinal ser traído nunca se passa despercebido, mas eu e o Jake estávamos sempre do lado dela.
Falando em Jake, eu já sentia que ele também nutria um amor mais do que uma simples amor de amigos, mais uma vez o ciúme me dominou, afinal o Jake sempre foi mais desinibido do que eu e vai falar logo para Bella o que ele sente. Há vários dias senti o Jake estranho em relação à Bella, mas nada falei. 
Agora cá estou eu frente a frente com o pai da Bella, tentado explicar o que aconteceu agora pouco. Meus batimentos cardíacos passavam dos 100 agora, o suor frio descia pelo meu rosto, o Jake no meu lado tremia mais que vara verde, mas nada nesse mundo vai me fazer desistir da Bella, a ver chorando me machucou muito não quero vela mais assim não.
-Por favor, senhor Swan – pedi – Deixe me explicar.
-Fale Edward antes que eu mude de ideia – falou massageando as têmporas.
-Bom eu e o Jake pedimos a Bella em namoro – disse – E ela aceitou.
-Como? – perguntou – Explica isso direito garoto.
-Senhor Swan, não pensei que eu e o Jake somos safados – falei – Eu amo a Bella assim como o Jake a ama, não pedimos para sentir isso – disse encorando- o – A Bella também nos ama, hoje mais cedo o Jake pediu ela em namorado e eu vim aqui também fazer o mesmo, mas ela só aceitou se nos dois ficássemos com ela – confessei – Eu sei que isso é estranho dois namorados, mas nos amamos ela.
-Senhor Swan, tudo que o Edward falou é verdade – disse o Jake – Não somos nenhum pervertidos e nem queremos nos aproveitar da Bella, com o maior respeito e admiração que tenho pelo senhor venho aqui e digo que a Bella é a minha namorada.
-Faço das palavras do Jake as minhas – disse – Bella também é a minha namorada.
-Uau! – exclamou o Emmett – Vocês dois são corajosos.
-Não se deva, mas Obrigado – disse.
-Eu não sei o que falar – disse o senhor Swan.
-Fale que aceita esse namorado duplo – disse o Jake.
-Com um já é difícil, imagina dois – disse a senhora Swan.
-Por favor, nós deixem ser os namorados da Bella – falei.
-Isso não é comum – disse o senhor Swan – Emmett chame sua irmã.
Emmett saiu ruma às escadas, a tensão na sala só aumentava e meu nervosismo também.
(...)
Minutos se passaram e nada da Bella descer, OMG! Será que ela não quer mais agente por causa do pai? Tomará que não.
Depois de mais alguns minutos, ela apareceu na sala, com os olhos inchados e com uma aparência triste. Por impulso levantei para ir conforta – lá, mas só com o olhar pude ver que ela não queria.
Permaneci do meu lugar, ela veio para o lado do pai.
-Me chamou? – perguntou sem encara-lo.
-Sim – disse o senhor Swan – Sente – se.
Ela veio para o nosso lado e sentou entre nos dois, pegou na minha mão e apertou.
-Bella... – o senhor Swan tentou falar mais ele o interrompeu.
-Pai pelo amor de Deus, deixe-me ficar com elas – começou a chorar – Eu amo os dois, eu sei que isso é absurdo, mas é a mais pura verdade – mais um soluço – Eu tentei me afastar deles namorando o Alec – A feição do senhor Swan mudou para dor – O senhor viu no que deu pai não me faça sofrer novamente, eu amo eles dois – Agora ela chorava mais alto, passei o dedo tentado impedir suas lágrimas. Mas não deram muito resultado – Por favor, se o senhor me ama, deixe- me ficar com os dois.
-Minha filha, venha cá – chamou o senhor Swan, Bella foi e sentou no colo dele como um bebezinho, o meu bebezinho – Não brinque com meu amor por você, te amo demais – falou – Mais isso é anormal, os outros vão lhe jugar – Bella chorou ainda mais.
-Eu não ligo para os outros – disse ela.
-Bella eu não sei o que fazer – confessou – Renée.
-Charlie, eles se amam – falou acariciando os rosto da Bella – Não vejo nada que impeçam essa relação.
Uma onda de esperança tomou conta de mim.
-Se vocês dois fizeram minha filha derramar um única lagrima – disse o senhor Swan encarrando eu e o Jacob – Eu juro que mato vocês.
-O que o senhor que dizer com isso? – perguntou o Jake.
-Quero dizer que vocês tem permissão de namorar a minha menina – falou sorrindo.
Bella levantou o rosto encorando o pai.
-Isso é verdade? – perguntou.
-Sim – disse o pai sorrindo.
Num salto ela veio na nossa direção nos abraçando.
-Vamos ficar juntos – disse.
-Eu nem acredito – disse o Jake.
-Nem eu – falei.
Ela deu um Celinho em cada um, e pulou no colo do pai para agradecer.
(...)
Bella POV
Hoje eu, Jake e o Ed fazemos dois meses de namoro, confesso que no começo não foi nada fácil, papai não nos deixou ir para La Push, tivemos que ficar aqui mesmo em Seattle e botar nossa cara a tapa, nossos “amigos” nos criticaram muito, teve meninas que me chamaram de puta e até meninos, não liguei mais os dois ligaram, eles passaram duas semanas retidos por terem espancando o Mike veado Newtom, e quase foram presos, só não foram por que o Mike me ofendeu e o juiz entendeu que os meninos só me defenderam.
Teve até uma situação engraçada, um senhor que estava perto na gente, num banco da praça e viu os meninos me agarrando, se aproximou e perguntou se eles não sentiam ciúmes de ver o outro me agarrando, Edward disse que fica excitado quando ver o Jacob me agarrando e confesso que fiquei surpresa e pra completar o Jake falou que também só se excita quando me ver com o Edward. Aff! Eu mereço.
Nossa relação estar cada vez melhor, cada dia eles me surpreendem, todos os dias recebo flores ou presentinho de cada um, nosso intimidade só cresce, nossa intimidade esta tão grande, que temos apelidos íntimos, tipo meu sexo não é mais vagina é “Piquita” e o sexo dos meninos não é mais pênis e “Tento”, não sei da onde eu tirei “tento” e os meninos “piquita” vai saber cabeça de homem né? Não temos pudores quando estamos sozinhos o no Apê do Ed ou no do Jake. Ainda sou virgem, confesso que ainda não estou preparada, mas sinto que logo isso irá mudar.
Meu pai aceitou tão bem nossa relação que já chama os meninos de filhos, como se ele não chamasse antes, mas agora é diferente. Quem também aceitou muito bem essa relação foi à família do Ed e a do Jake, e melhor eu parar de pensar e levantar nessa cama que logo eles irão chegar para mim buscar, hoje dia 02 e fevereiro de 2011 completamos dois meses de namoro, eles vão me lavar para jantar em algum restaurante que eu não conheço então é melhor eu ir me arrumar, nenhum dos dois gosta de atrasos.
(...)
Entrei no box liguei a ducha e me pus em baixo dela, a água vinha escorrendo pelo meu corpo causando uma ótima sensação, peguei meu sabonete liquido de morango que o Edward me deu e passei, lavei os cabelos com o xampu de morango que o Jacob me deu, depois de um longo e demorado banho sai do box, botei meu roupão, fui para frente do espelho, sequei meu cabelo, penteei e deixe solto, passei uma maquiagem um pouco marcada nos olhos, um pouco de pó, blush, um gloss claro, passei meu hidratante.
Voltei para o meu quarto, em cima da cama já estava o meu conjunto de langeri e minha roupa. Um vestido tomará que cai cinza, botei mina langeri e obvio que a parte de cima era sem alça, botei o vestido e calcei os sapatos botei meu relógio que ganhe o papis e peguei minha bolsa da “Prada” botei meus trecos de desci.
(...)
Fui em direção à sala, onde se encontrava meus pai e mano jogando vídeo game.
-Pai, mãe e mano – chamei a atenção deles – Como estou?
-Linda – disse o mano dando ‘pouse’ no jogo dele.
-Obrigada mano – agradeci
-Muito linda – disse o papai desligando a outra TV.
-Faço minha as palavras dos dois – disse minha mãe – Só falta uma coisinha.
-O que? – perguntei arqueando as sobrancelhas.
-Isso – de trás da almofada do sofá ela tirou uma caixa, levantou e veio até mim – Era da sua vó, que foi meu e agora e seu.
Abriu a caixa e tirou um lindo cordão de OMG! E isso mesmo, são sim diamantes.
-Oh! Mãe – disse – É lindo.
Passou para trás de mim e botou o cordão.
-Quando você tiver uma linda filha assim como você – disse agora na minha frente – Entrega para ela, em uma ocasião especial como essa.
-Te amo mamãe – disse abraçando –a.
-Eu também filha – disse.
-Acho que vou chorar – disse o Emm.
-Cala a boca menino – disse o papai jogando o travesseiro nele, os dois caíram na gargalhada.
-Bobos – disse a mamãe.
Ouvi o baralho de um cara e me arrepiei, ui será sinal de coisa boa? Duas buzinadas e já caminhava em direção à porta.
-Filha? – o que é agora pai?
-Oi! – respondi.
-Você já tem 18 anos e já pode dormi fora de casa eu acho – coçou a cabeça – Então não se preocupe com o horário e se divirta.
Votei e o abracei.
-Obrigada pai – dei um beijo nele e sai. AMÉM.
Fechei à porta a trás de mim e babei com a visão na minha frente, como pode ter criaturas tão, mas tão lindas como esses dois. Edward estar perfeito de preto e o Jake fica mais lindo ainda de azul (N/A: Opinião da minha amiga, não tenho nada haver com isso.). Sai dos meus devaneios e caminhei na direção deles.
-Boa noite linda – disse o Jacob vindo me abraçar.
-Boa noite – disse depois do abraço e dei um Celinho nele.
-Boa noite gostosa – disse o Ed me puxando para um abraço forte, inspirei o pescoço dele, antes de beija-lo com vontade.
-Vamos? – disse o Jake abrindo a porta de trás para mim.
-Vamos! – falei entrando.
Os dois entraram no carro e o Ed deu partida.
-Para onde vamos? – perguntei curiosa.
-E surpresa – disse o Jake.
Aff! Mas essa agora.
-Diz vai – pedi.
-Não – disse o Ed.
-Odeio vocês – falei me encostado no banco do carro.
-Agente sabe disso – falou o Jake rindo e o imbecil do Ed acompanhou.
-Eu mereço – sibilei.
...
Depois de o Edward ficar dando voltas e voltas perto de casa, o que já estava me irritando profundamente, ele pegou a rodovia expressa e fui ao rumo do apartamento dele, mas o que é isso, como assim no apartamento dele?
-Por que estamos indo para o teu Apê Ed? – perguntei arqueando as sobrancelhas.
-Por que o cabeção aqui esqueceu uma coisa lá – respondeu o Jake.
-E por que ficamos rodando em volta das ruas lá de casa? – fiz outra pergunta.
-Por que tinha transito – respondeu o Edward.
-Ok! – por que eu não acredito neles?
...
Depois de uns minutos chegamos ao Apê do Edward, eles saíram do carro e o Jake veio me ajudar a descer.
-Precisa ir todo mundo? – perguntei.
-Precisa – disse o Ed.
-Aff! – soltei uma lufada de ar.
-Vamos estressada – disse o Ed pegando na minha mão.
O Jake pegou na minha outra mão e fomos ao rumo do elevador, entramos e o Ed apertou o nº 16, uns 2 minutos depois chegamos.
Edward largou minha mão e abriu à porta da Apê, ele entrou e quando dei o primeiro passo o Jake me segurou e me virou para ele.
-O que foi? – perguntei.
-Só quero te beijar um pouquinho – disse sorrindo.
-Ah! – falei.
Ele me apertou mais nos braços dele e me beijou, passou as mãos na minha costa, lancei meus braços em volta do pescoço dele e correspondi ao beijo, nossas línguas dançavam com sincronia, mas fomos interrompidos.
-Vamos para coma putaria na porta da minha casa, por favor – disse o Ed em tom brincalhão.
Soltei-me do Jake e me virei para o Ed.
-Tudo bem senhor – falei – Posso entrar.
-À vontade senhorita – disse abrindo a porta.
PUTA QUE PARIU, eu amo esses meninos, dei um passo a frente. Nossa eu nem sei o que falar.
O Apê do Ed esta todo decorado, em vez dos sofás tem pufs e almofadas pelo chão e no centro uma mesinha com três lugares e trê velas, meia luz e música ambiente completam o lugar sem falar que eles transformaram um hacker em uma coisa que se parece com um mini bar, que contém comida e bebidas.
Senti a primeira lagrima escorre pelo meu rosto, não consegui segurar a emoção, tudo esta linda, esta tão perfeito. Virei-me em direção a eles.
-EU AMO VOCÊS! – gritem me jogando em cima deles dois.
Envolvi os dois nos meus braços apertando eles com toda a força que o meu minúsculo corpo deixava.
-Nos também te amamos – falou o Jake.
-Vem vamos comer – disse o Ed.
Entramos e o Jake me levou até o meu lugar.
-Por favor, senhorita retire seus sapatos – falou o Jake – Ah! Deixe que eu ajudo – disse – Senti –se.
Sentei e estendi as pernas, Jake se abaixou e começou a tirar o sapato de pé esquerdo, quando tirou beijou a ponta do meu pé me fazendo estremecer, fez com o outro a mesma coisa.
-Pronto – falou levantando – Agora fique a vontade que já iremos trazer o cardápio.
-Nossa temos até cardápio – falei sorrindo.
-Claro – disse – Somos o melhor restaurante de sala de apartamento dessa cidade.
-Pois bem, vamos comprovar isso – falei.
...
-Senhora o seu cardápio – disse o Edward com uma roupa que OMG! O homem viu, ele o Jake estavam apenas de cueca box preta e com uma gravata borboleta preta. Nem vou falar que já to molhada né?
-Obrigada – agradeci pegando o papel.
Comecei a ler.
#Restaurante bom de sala#
Prato de entrada.
-Edward ao molho branco
Ou
-Jacob a grega.
#Prato principal
-Os dois.
#Sobremesa.
-Os dois com chocolate
#Bebidas
-Refrigerante
-Cerveja
-Ice
Comecei a ri, levantei a mão, Edward viu e veio falar comigo.
-Er... Não temos comidas – falei sorrindo.
-Só essas que a senhorita viu – disse sorrindo torto.
-Tipo assim, um peixe, carne nada – falei.
-Não – falou – No nosso restaurante só servimos esses tipos de comida (N/A: Mãe posso ir ao Restaurante Bom de Sala? – Claro minha filha – UHU – Vou engorda uns quilinhos lá.)
-Tudo bem – disse.
-Vai pedir o que? – perguntou ele com um bloquinho na mão.
-Hum! De entrada eu quero os dois pratos – falei olhando por cardápio – De entrada os dois – falei – De sobremesa os dois com chocolate e uma Ice, por favor.
-Ótimos escolhas – disse anotando no bloquinho.
-Você estar anotando mesmo? – perguntei.
-Claro – respondeu – Vai que eu esqueço – coçou a cabeça – Já venho com sua Ice.
-Tudo bem – falei.
Ele foi para trás do hacker e falou alguma coisa do ouvido do Jake, depois de uns segundos o Edward trouxe a minha Ice.
-Obrigada – agradeci quando ele botou o liquido no meu copo.
Dei uma boa gelado, o liquido super gelado e azedo desceu rasgando a minha garganta.
Minutos depois quando eu já estava quase acabando com a minha Ice, Edward e o Jake se posicionaram na minha frente e o Edward falou.
-Seu prato de entrada.
-Hum! Parece gostoso – falei ficando em pé e indo na direção deles.
-E são – disse o Edward.
-Não sei como comer isso – falei entre os dois.
-Agente te ajuda – falou o Jacob.
-Quem fica na frente? – perguntou o Edward.
-Vamos tirar impa e par – falou o Jake – Impa.
-Par – disse o Ed.
-Já – falou o Jake.
O Jake botou cinco e o Edward botou o três e somando dá 8, então o Edward fica na frente.
-Há! Ganhei – comemorou.
-Vamos logo com isso, que eu to morrendo de fome – disse o Jake fazendo eu me arrepiar.
Os dois se posicionaram cada um em seu devido lugar, Edward veio logo atacando a minha boca, seus lábios macios se modelaram a os meus, suguei sua linga com fome, senti o Jake abaixando o meu vestido lentamente, em quanto o Edward me beijava Jake ia traçando beijos pelo meu ombro e nuca gemeu na boca do Edward quando o mesmo tocou no meu centro, Jake aproveitou e tirou todo o meu vestido me deixando só de calcinha e sutiã.
-Quero ver a ‘piquita’ Bella, Posso? – Perguntou o Edward saindo da minha boca tirou o meu sutiã com ajuda do Jake e foi passando os lábios no vão do meu seio até chegar neles, foi beijando primeiro o esquerdo e sugando o bico do direito.
-Pode ir lá ver ela Ed – falei jogando minha cabeça para trás no modo que minha cabeça ficou no ombro o Jake – Ela tá com saudade.
-Hum! – gemeu com a boca do meu seio direito – Vou ter que ir falar com ela então.
-Edward vamos levar ela para o quarto – disse o Jake mordendo a minha orelha.
-Vamos – disse o Edward tirando a minha calcinha – Agora sim nuazinha.
-Ah! – gemi quando ele beijou minha ‘piquita’
-Vem amor – disse o Edward pegando na minha mão.
Fomos em direção ao quarto do Edward, entramos e quase enfartei, a cama estava toda enfeitada de pétalas de rosas e o chão do quarto tinha várias velas flutuantes.
-OMG! – exclamei.
-Gostou – perguntou o Ed me abraçando pro trás.
-Eu amei – disse.
-Vamos – disse.
Entramos no quarto e o Edward me guio direto para cama, me deitou e veio direto para cima de mim.
-Te amo – sussurrou no meu ouvido.
Ele passou a beijar cada centímetro do meu rosto, demorou mais na minha boca, onde ele passou a língua nos quatro cantos, saio do meu rosto e passou por meu colo.
-E-Ed cadê o Jake – perguntei.
-Ele vem depois amor – disse – Agora é apenas nos dois.
Começou a sugar o meu seio, passou a mão no meu centro, ficou estimulando o meu clitóris, desceu e começou a lamber minha barriga e eu só fica cada vez mais molhada, contornou meu umbigo e foi descendo, chegou na minha ‘piquita’ e caiu de boca.
-Oh! Edward – gemi alto – Eu te quero.
Ele fingiu que não ouvi e continuou a me sugar, parou e me penetrou com um dedo acariciando a borda da minha entrada, me ajeitei n forma que eu vi tudo o que ele estava fazendo, com um dos dedos da mão esquerda ele me penetrava e com o dedão da mão direita ele estimulava o meu clitóris.
-Edward! – gemi o nome dele – Eu quero gozar no teu ‘tento’.
-Já vai meu amor – disse.
Passou a língua na minha ‘piquita’ e veio para cima de mim. Beijou-me e sussurrou.
-Posso te fazer minha?
-P-Pode – gaguejei
Ele esticou o braço abriu a gaveta do criado mudo e pegou um preservativo, ficou de joelhos na cama e cobriu o ‘tento’ dele.
-Vem amor – chamei.
-A caminho – disse sorrindo safado.
Abri bem minhas pernas fazendo gemer, no mesmo seguindo ele se posicionou em cima de me olhou bem nos olhos e bem devagar colocou a cabeça do ‘tento’ dele dentro de mim, foi botando bem devagar, e a cada centímetro que ele entrava em mim um gemido de prazer escapava dos lábios dele. Ai! Chegou o ponto que eu não queria, a dor era forte, senti como se estivessem me rasgado, mas logo a dor foi passando.
-Amor – chamei fechando os olhos.
-Quer que eu pare – falou num sussurro.
-Quero – disse.
Uns segundos depois a dor passou completamente e no lugar da dor ficou o puro desejo, o mais Doce Desejo que eu já senti. Comecei a movimento o meu quadril para frente e para trás, Edward entendeu que eu já estava acostumada com o tamanho dele e me ajudou.
-Oh! – gemi – Isso é muito bom.
Edward ia me penetrando devagar com calma, saboreando cada pedacinho de dentro de mim, devagar e devagar até eu não aguentar e começar a mexer mais rápido o meu quadril.
-Mais rápido amor – disse – Forte Edward.
-Com muito prazer amor – falou sorrindo.
Ele foi aumentando as estocadas, aumentando, aumentado, comecei a arranha a coitas dele, gotículas de suor se formaram na minha testa e da dele também. Os espasmos do meu futuro gozo começaram a aparecer.
-Amor! Eu vou gozar – ameacei.
-Vem comigo meu amor – falou fechando os olhos.
-Ah! EDWAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR – gritei.
-BELLLLAAAAAAAAAA – ele também gritou quando chegamos ao ápice juntos.
Ele se jogou em cima de mim, beijando e sugando o meu pescoço.
-Eu te amo – falou.
-Eu também – disse de olhos fechados – Eu quero o Jake.
-Vou chama- ló – disse saindo de dentro de mim.
Confesso que senti falta.
-Não demora – falei.
-Ok! – falou.
Ele saiu de cima da cama, retirou a camisinha amarrou e jogou na lixeira no canto do quarto, nossa ele ainda tá duro, saio de quarto coçando o bumbum dele o que me fez sorri.
Fechei os olhos e inspirei o ar de sexo que ficou.
-Amor – ouvi o Jake.
-Vem aqui mozão – chamei ele – Eu te quero também.
-Você não sabe o qual duro eu estou agora – disse entrando e já tirando a cueca.
-Hum! – gemi só com a visão do ‘tento’ dele.
Jake subiu na cama e veio engatinhando para cima de mim e deitou sobre os meus seios.
-Amor? – chamou.
-Oi! – disse.
-Faz um carinho – disse.
Sorri e comecei a fazer cafuné dele.
-Sabe Bella, como o Ed tirou a virgindade da tua ‘piquita’ – disse beijando o vão dos meus seios – Eu quero tirar a virgindade do teu bumbum lindo.
-Vai doer? – perguntei.
-Um pouco – confessou – Mas vou fazer com o maior carinho do mundo.
-Então eu deixo – falei.
-Sério? – perguntou.
Levantando a cabeça e me encarrando.
-Sério amor – disse.
Ele se ajeitou e me beijou, saiu cedo demais do beijo e eu protestei e ele riu, foi até o criado mudo pegou um potinho abriu botou a mão e começou a passar por toda a extensão do membro dele.
-O que é isso Jake? – perguntei já excita com o movimento que ele fazia com o membro dele, passei a mão na minha ‘piquita’ e fiquei acariciando o meu clitóris.
-É lubrificante – respondeu – E para não doer muito.
-Ah! – falei.
Ele pegou um pouco na minha mão e veio na minha direção.
-Fica de quatro para mim amor – disse.
Untei só com ele me mandando ficar de quatro, prontamente fiquei de quatro, senti quando ele passou o lubrificante pela entrada do meu bumbum.
-E gelado – falei.
-E para adormecer – disse – Vou botar e quando você quiser para me avisa tudo bem?
-Beleza – respondi.
Senti quando o Jake segurou na minha cintura, fechei os olhos, ele botou a cabeça do membro e forçou a entrada.
-AH! – gritei.
-Amor! – disse.
-Continuar – falei.
Merda isso vai ser difícil, ele saiu e ficou passando a cabeça do membro dele na minha entrada, aquilo começou a me relaxar e me excitar, impinei mais meu bumbum para ele.
Ele forçou novamente a entrada, foi forçando e a dor só aumentando.
-Tudo bem amor? – perguntou preocupado.
-Sim – respondi – Continua.
Ele foi entrando, entrando, a dor não parava de aumentar, porra por que você é tão grande Jake.
...
Depois de muita luta e gritos, Jake conseguiu me penetrar, a sensação é maravilhosa.
-Mais forte amor – pedi.
Ele aumentou as estocadas, que cada vez mais ia aumentado de ritmo, foi metendo com mais força, mais força, comecei a estimular meu clitóris, penetrei dois dedos em mim.
-Ah! Que rabo bom de comer Bella – disse.
-Come ele amo, come – disse.
Ah! Dá onde ela tira tanta força, senti as contrações no meu sexo, o gozo já estava vindo, Jake mudou o ritmo e me comia mais devagar aproveitando a sensação, ele não aguentou por muito tempo e começou a estocar com mais força.
-Ah! Merda – gozei.
-Delicia – disse o Jake e senti o jato quente dele dentro de mim.
Cai na cama e o Jake veio logo atrás.
-Isso foi muito, muito bom – falei sorrindo boba.
-Foi mesmo – disse ele me abraçando por trás.
-EDWAAAAARD - gritei.
No minuto seguinte ele apareceu na porta do quarto com uma bandeja na mão com vários sanduiches e suco de laranja eu acho.
-Trouce a broca – falou.
-Ainda bem que eu to morrendo de fome – falei ficando sentada na cama – Ed me empresta uma camisa tua?
-Claro pegar ai no closet - disse.
Levantei com um pouco de dificuldade, mas o Edward me segurou.
-Tudo bem princesa? – perguntou preocupado.
-Tá doendo – disse.
-A onde? – perguntou.
-Minha ‘piquita’ e o meu bumbum – disse fazendo bico.
-Oxi minha linda – falou me abraçando – eu sei como isso passa.
-Como? – perguntei.
-Assim! – ele me levou para cama e me deitou, abriu minhas pernas e começou a me chupar.
-Oh! – gemi e fechei os olhos.
...
Depois de terem me ajudado a passar a dor, sim ELES DOIS ME AJUDARAM, comi uns três sanduiches, nossa eu fiquei com muita fome. Sai da cama deixando os dois lá e fui pegar a camisa do Ed, peguei qualquer uma e voltei.
-Fica mais bonita em você minhas roupas – disse o Ed sorrindo bobo.
Sorri e fui para cama com eles, deitei entre eles dois fui abraçada pelos dois.
-Amo vocês – disse.
-Eu também te amo – disse o Jake.
-Eu também te amo – falou o Edward.
-Por isso queremos te pedir em casamento – disse o Jake.
-Er... Como? – perguntei.
Eles se levantaram, o Ed foi para dentro do closet, Jake estendeu a mão para mim e eu aceitei, ele me botou em pé na frente da cama, Ed chegou e os dois se ajoelharam.
-OMG! – sibilei.
-Izabella Swan, eu e o meu humilde amigo Edward queremos ter a honra de ser seus maridos – falou – Amar – te por toda a nossa vida até nos seguimos para o lado do papai do céu, isso se ele aceitar três pervertidos como agente.
-Claro que vai – disse.
Edward pegou minha mão esquerda, abriu uma pequena caixinha e tirou uma aliança das duas que tinha ali.
-Izabella você aceita se casar comigo? – perguntou.
-Sim Edward eu aceito! – respondi.
Ele colocou a aliança e beijou o lugar.
-Izabella você aceita se casar comigo? – perguntou.
-Sim! Jake – respondi.
O Ed entregou a outra aliança para o Jake e ele botou no mesmo dedo que o Edward, beijou ela também.
Eles se levantaram e nos abraçamos.
...
Ficamos abraçados por vários minutos até uma corrente de ar entra pelo quarto e eu me arrepiar.
-Hum! Jake vamos ter que esquentar esse garotinha – disse o Edward.
Sorri e beijei cada um deles, com amor, paixão e muito, mais muito tesão.
-EU AMOR VOCÊS – gritei.
-NOS TAMBÉM TE AMANOS – gritaram juntos.
...
Como é engraçado o nosso destino, hoje com 22 anos com meu primeiro filho completando quatro meses dentro de mim e com dois maridos, eu me pergunto onde foi que eu passei e ganhei essa sorte!
Jacob está cada vez mais lindo amoroso como só ele, mas ainda é o meu moleque.
Edward nem se fala, esse ai me dá trabalho, me digam como um ser pode ser tão, tão incrivelmente lindo! Nem vou falar que ele também é carinhoso, gentil.
Nosso casamento foi bem legal, praticamente todo a cidade foi ver o primeiro casamento onde a nova tinha dois maridos, atém imprensa teve, nosso ri muito naquele dia, nossa lua de mel foi no Brasil, em Belém do Pará, terra boa, gente gentil, amigável e acolhedora, fomos quase a todas as praias, mas a que eu mais gostei foi a do Vai-quem-quer, essa praia é bem legal e linda, fica numa ilha 01h40min minutos de Icoarci distrito de Belém, temos que pegar um barquinho eles chama de popo lá, os meninos prometeram que quando o nosso primeiro filho nascesse eles iam me levar novamente lá.
E cá estou esperando nosso primeiro filho, foi difícil eu confesso, ficamos praticamente um ano fazendo exames e mais teste para que nosso filho fosse deles dois, vou explicar, eu queria que eles dois fizessem o filho, mas isso é impossível né? Não agora não é mais. Consegui que eles dois fossem os doadores dos espermatozoides para o meu filho. Quando recebemos a notícia que eu ia ter um filho deles dois foi comoção geral nossos pais se juntaram para fazerem festa, foi um dos vários dias mais felizes da minha vida.
No mesmo dia compramos roupas mais roupas, a irmã do Edward a Alice não parava de compra roupa, foi até engraçado ver a cara dos meninos quando entraram em casa e viram tanta sacola espalhada pela sala toda.
Sai dos meus devaneios com um beijo no rosto.
-Vem preguiçosa – disse o Ed – Sai dessa cama.
-Já estou indo amor – falei, ele se levantou e quando eu ia me levantar um pontado na minha barriga me assustou – Edward minha barriga.
-O que foi amor – disse pegando nela – Jake acorda cara.
Jake acordo e veio logo para o nosso lado.
-Amor, calma – disse.
Mas uma vez a minha barriga mexeu e não segurei as lagrimas.
-Bella calma amor – disse o Ed preocupado – Vamos para o medico.
-Calma amor – disse passando a mão na minha barriga – Ele tá mexendo.
-O que? – perguntou o Jake.
-Nosso bebê tá mexendo – falei sorrindo.
-Sério – disse o Ed.
Fim um ‘sim’ com a cabeça confirmando.
-Meu Deus – disse ele.
Como eu durmo nua deu certinho para ver quando ele mexeu, mas agora foi em duas pontas, como assim.
-Vocês viram isso? – perguntei.
-Sim – disse o Jake emocionado.
-Mas foi aqui e ali – disse o Ed.
-Ah! Meu Deus será que... – tentei falar.
-Não pode ser – disse o Jake.
-Mas tudo indica que sim – falou o Ed sorrindo abertamente – A barriga da Bella está grande demais para quatro meses.
-OMG! – falei – Eu vou ter gêmeos?
-Sim meu amor – disse o Jake – Vamos ser pais de gêmeos Ed – falou O Jake rindo – toca aqui.
-Nem acredito – disse o Ed depois que fez o toque de mão – Nossa vida pode ficar mais perfeita.
-Eu acho que sim – disse sorrindo, eles me abraçaram de lado, nem um Celinho em cada um- Amo vocês.
-Nos também te amamos – disseram juntos.

‘Fim’

Como a vida é engraçada, Bella sempre pensou que ia ficar sozinha, tentou um namoro, mas não deu certo e pensou que si agora e vou ficar sozinha, mas alguém lá onde os destinos são traçados lhe preparou uma supressa das boas, dois de uma vez e só para ela, e o que parecia ser para mal veio completamente para o bem.
Quem é o dono do coração da Izabella essa é a resposta:

‘Edward Cullen e Jacob Black’
‘Fim²’

3 comentários :

lindooooooooooooo.AMEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

20 de novembro de 2011 14:31 comment-delete

adorei!!!foi MARAVILHOSA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

20 de novembro de 2011 14:33 comment-delete

Own... Muito lindo!!!
Esses dois em?! Ou melho, três!!! :P
kkkkkkkkkkkkkkk

Nhany Oliver Amanhecer
20 de abril de 2012 01:36 comment-delete

Postar um comentário