CYGMCTG - Capitulo 6

* Edward POV *

Após a decepção de descobrir que a escola onde minha amada estuda entrou em recesso e eles não forneciam informações sobre os alunos e então mais uma vez eu teria que esperar. O bom é que eu já tinha uma pista de onde poderia encontrá-la, e iria até no inferno para isso. Eu estou tão louco, que nem mesmo meus amigos me agüentam mais. Vivem me dizendo para esquecer. Mais eu mesmo vejo neles, que eles também não se esqueceram da mesma noite que eu.

Felizmente hoje foi o ultimo dia do caso Oca Nostra e finalmente eu consegui colocar Jacob Black de vez na prisão. Hoje nada irá tirar minha felicidade apesar de que para ser completa faltava ela. A única mulher que até hoje me fez-me sentir completo. Me fez ir ao céu e estar perto de deus, que eu enfrentaria o mundo para ficar com ela. Infelizmente vou ter que esperar mais um mês por isso. Droga ela realmente mexeu comigo eu ando até sonhando com ela. E o último sonho foi maravilhoso como eu gostaria que fosse verdade, droga!

Bom, vou comemorar com meus amigos minha vitória contra o curumim antes que eles me liguem fazendo piadinha...

- E aí, aonde vamos?

- Podemos ir jantar naquele mesmo restaurante e depois ao pub o que você acha? – Jazz e Emmet perguntaram.

Eu já sabia que eles escolheriam o mesmo local de um mês, atrás na esperança de ver novamente as meninas. Também não nego que até eu estava super ansioso.

- Vamos logo então, acho que hoje vai chover. Estava um dia tão bonito sol e tudo mais...do nada sumiu!

Seguimos para o restaurante e infelizmente não vi o que tinha visto há um mês atrás. O restaurante tinha tudo menos àquilo que eu queria. Já tinha jantado com meus amigos e eles resolveram ir ao pub, eu não estava muito afim. Afinal já tinha tido minha dose de decepção como em todas as vezes que achava ter visto Bella. Iria somente para beber algo e me mandaria para meu apartamento pelo menos lá eu poderia sonhar.

Uma hora depois eu já estava indo em direção ao meu apartamento. Uma chuva dos diabos parecia que o mundo iria acabar hoje. Não mesmo, eu preciso achar a Bella primeiro. Depois o mundo pode ir para as cucuias que eu não vou dar a mínima. Quando finalmente estava perto do meu apartamento um infeliz com um porsche amarelo canário maldito, enfiou o carro na minha traseira. Aposto que é mulher! Como pode a pessoa bater o carro e ainda por cima no meu Aston Martin Vanquish V12 ? Enconstei a cabeça no volante. Meu dia estava maravilhoso até agora.

* Bella POV *

Resolvi parar de pensar no Edward e ficar na esperança de um dia vê-lo novamente. Aquilo estava me fazendo mal, até sonhando eu já estava resolvi ir me distrair com minhas amadas amigas pervas que tanto amo. Alice e Ana claro. Resolvemos ir ao cinema ver um filme qualquer em cartaz. Eu não prestei muita atenção no filme pois estou na seca e um casalzinho ficou se agarrando na fileira da frente. Juro praticamente assisti um vídeo pornô de graça naquele cinema. Até agora me lembro do carro parado na frente da escola, será que era ele? E se fosse porque ele não veio falar comigo... Alice me tirou dos pensamentos que com certeza iram se tornar piores – Valeu Alice.

- E então vamos a uma balada?

- Não estou muito bem meninas, vão vocês.

- Bella com essa chuva que está ameaçando cair você não chegara em casa hoje – apesar de tudo Alice tinha toda razão. – nos leva na balada e leva meu carro amanhã eu pego. E nós voltaremos de taxi ok.

- Ok bitches!

Após deixar as meninas na balada que elas pretendiam ficar fui em direção ao um parque próximo a minha casa, e fiquei ali sentada no banquinho. Observando pensando em como um homem pode mudar minha vida assim, de cabeça para baixo. Numa simples noite? Ok ele era tudo de bom e mais um pouco. Mais eu nunca fui assim com nenhum homem, eu tive fama até de vadia na escola. Pois nunca fui santa mais também nunca dei a rodo, eu só fui do Jacob, eu ainda me pergunto como pude. Mais errar é humano persistir no erro é burrice. E como se já não bastasse eu estar totalmente fudida não no sentido que eu gostaria agora. O mundo cai na minha cabeça, chuva... maldita que me lasca mais ainda...

Sai correndo feito uma desvairada, o que não adiantou muito. Fiquei completamente ensopada e morrendo de frio do mesmo jeito. Ok Deus realmente ta me punindo e eu não sei o motivo. Eu só dei para o cara em um carro no estacionamento de um pub a noite inteira, e daí? Não fiz nada de errado fiz? Sim eu fiz... Eu fui embora... Ok se o senhor ajudar a achá-lo eu posso me redimir, não acha?

Booooooooooooooooommmmmmmmmmm!

Recebi foi um trovão alto pra cacete como resposta. Ok já entendi, to indo para casa. No caminho resolvi ligar o som e a música estava traduzindo o meu momento. Empolguei-me mais do que devia, tanto que quando estava perto da garagem do prédio. Que não estava nem ai se algum vizinho iria me ver pulando, igual uma doida cantando em plenos pulmões.

E fiz o favor e deixei meu celular voar pelo carro eu fui tentar pegar... CAGADA DETECTED. Só senti o solavanco e levantei a cabeça rapidamente, e visualizei a merdinha feita. Enfim deixa eu ir resolver logo isso. Antes que aconteça algo pior, meu dia não poderia piorar não é mesmo?

* Edward POV *

Só escutava as batidas fortes no vidro, qual é? Bate no meu querido carro, arrebenta com ele. Agora quer quebrar o vidro também? Tudo bem que estava uma baita chuva e eu só via o quadril dela, e ela estava ensopada. To nem aí essa garota bateu no meu carro. Não vou descer tão cedo vou me divertir com a situação dela, outra batida forte. Mais uma e eu vou matá-la aqui mesmo. Acho que ela desistiu... Mas espera, ela esta sentando no meu capo com essa bunda aí. Ah isso não mesmo, sai possesso do carro nem ao menos olhei para ela, e fui direto ver o estrago. Não era muito grande, mais também não poderia ficar quieto.

- Escuta aqui sua incompetente. Você acabou com o meu carro. Você não sabe dirigir por acaso? Você comprou sua habilitação, sua imbecil?

Peguei pesado mais o que eu não esperava era a reação. E muito menos quem eu veria sentada no capô do meu carro, outra com certeza teria me socado.

- Eu não tenho seguro. O carro não é meu, não tenho como saber, Edward. Mais se você quiser. Posso muito bem pagar de outra forma.

Ao ouvir isso eu congelei e girei na direção da voz. E eu vi o que eu tanto esperei e Deus! Ela estava ali na minha frente toda molhada. Blusa colada ao corpo por conta da chuva, mamilos rígidos e saia. Eu não poderia querer mais nada. Estava ali olhando com um sorriso bobo no rosto e com a calça ficando mais apertada a cada segundo. Deus! Obrigada, muitíssimo obrigada. Não poderia perder a chance e fui até ela já que ela se ofereceu para “pagar” embora dela jamais cobraria, jamais. Então já que quer pagar que comece agora a puxei rapidamente de cima do capô.

- Como você quer pagar, pode começar agora, o que acha?

- Acho ótimo, qual foi o prejuízo?- perguntava mordendo os lábios, que saudade deles.

- Foi bem grande. Mais enquanto isso pode explicar algumas coisinhas, por favor.

A girei de forma que ficasse de costas com meu membro pressionado em sua bunda e apertando seus seios.

- Porque foi embora, naquela noite? – sussurrei em seu ouvido.

- Por que.. Não sei... – resposta errada Bella

- Por sua culpa, tenho passado noites de cão – falava enquanto descia minha mão em direção a sua calcinha – você tem noção de que desde aquela noite eu não consigo transar com mais nenhuma mulher. Que sonho com você, que vivo pensando em você. – enquanto pressionava cada vez mais seu clitóris por cima de sua calcinha.

- Perdão eu juro que não faço mais. Eu também não tenho as melhores noites desde aquela. – outro homem? Ela esteve com outros? O ciúme me pegou de forma inesperada naquele momento.

- Você esteve com outros Bella? – rapidamente a coloquei de frente a mim colocando-a sentada em cima do carro, subindo sua saia- Diga Bella você esteve com outros?

- Não, Edward... – pressionei meu membro contra seu sexo – eu estava me re... ferindo a mesma coisa que.. – pressionei mais ainda - você.

- Isso Bella, fico satisfeito que tenho causado um pouco do mesmo efeito que você causou em mim. E fico mais satisfeito ainda em saber, que você não teve mais ninguém alem de mim. Afinal desde aquela noite você se tornou minha. Somente minha, minha Bella. E não será de mais nenhum homem entendeu?

Ela apenas assentiu com a cabeça e não disse nada. Isso não era o suficiente eu queria ouvir da boca dela as respostas, agora que a reencontrei não a deixaria escapar novamente. Então deslizei meus dedos para dentro de sua calcinha.

- Não escutei, Bella. Você entendeu? Eu quero ouvir você falando.

- Siimm!

- Me diz o quanto você sentiu minha falta.

Música: Spice Girls - Naked - http://www.youtube.com/watch?v=bSigpRsoG60

* Bella POV *

Nunca foi tão bom bater no carro de alguém, se fosse assim todos os dias.

- Não vai me responder. Bella. – ele beijava meu pescoço, mordia, dava chupões como é que ele queria uma resposta, se eu tava perdendo noção do que eu to fazendo. Sentada no carro com ele entre as minhas pernas pressionando seu membro ereto e massageando meu clitóris.

- Sim, eu senti muito sua falta. – ele introduziu um dedo na minha entrada – senti falta de você dentro de mim. – outro dedo, ai meu pai!

- Quem sabe hoje eu não acabe com essa sua saudade. No entanto você foi muito má não sei se merece.

Não preciso dizer que eu fui às alturas com aquilo. Deslizei minhas mãos pelo seu peito enquanto ele me deitava. Encontrei seu zíper e puxei, colocando minhas mãos para trabalhar. Apertei seu membro, e ele pareceu satisfeito com isso, pois aumentou a velocidade dos seus dedos olhando nos meus olhos.

- Não levante! Quero olhar nos seus olhos enquanto eu faço você gozar. - Que mulher que pode dizer que teve um orgasmo no meio da rua. Em meio à chuva com um homem, mais do que perfeito e com mãos ágeis? Eu posso!

- Isso Bella goza para mim – ele falava enquanto se debruçava em mim, sem desviar o olhar. Agarrei seus cabelos e me entreguei a um orgasmo forte. Eu gemia alto não me importando mais com nada aquilo, era simplesmente perfeito. Ele se desgrudou eu quase gritei de tanta falta que senti dele. Eu queria ali em cima daquele carro, mais eu sei que era perigoso. Ainda mais perto de onde eu moro, o que me leva a pensar. O que ele estava fazendo ali. O que importa é que esse homem me fez ter um dos melhores orgasmos da minha vida. Com seus dedos, em cima do capô do carro. No meio da rua, depois de um breve acidente de trânsito e estando para acontecer o maior dilúvio. Nóe bota nós dois na sua arca que a gente faz a festa.

- Acho melhor irmos para outro lugar. Sua dívida comigo ainda não acabou.

- Tudo bem, eu pago até os juros se você quiser.

Fui em direção ao porsche, não quero nem pensar no surto que a Alice vai ter quando olhar o arranhão porque não foi tanto assim. O que me faz lembrar o chilique do Edward, comecei a gargalhar e ele olhava com duvida.

- Eu não acredito que você me xingou até de imbecil. Não aconteceu nada só um arranhão, tudo bem que custará meu pescoço com a dona nesse caso. Mais o seu chilique foi demais. – dizia entre as gargalhadas.

- Eu gosto do meu carro ok, agora entra no seu e me segue. – falava com uma voz rouca, tão sexy que era impossível resistir. E você acha que eu ia resistir? Claro que não, era hoje o dia de tirar a barriga da miséria AMÉM! Liguei o carro seguindo o mesmo caminho que faria para o meu apartamento. O que? Ele entrou na garagem do meu prédio, ele investigou mesmo minha vida? Estacionei próximo aonde ele tinha estacionado seu carro, pior na vaga que deveria pertencer ao tal Sr. Cullen o velho iria ficar possesso. Virado no Jiraya quando não conseguisse estacionar seu carro na sua própria vaga. Ele foi um verdadeiro cavalheiro abriu a porta do meu carro, me guiou até o elevador. Apertou o mesmo andar que o meu? Teria que ter uma conversa seria com ele após pagar meu débito. Mais agora eu iria aproveitar enquanto ele me amassava no elevador. Será que tem câmeras? Nossa se o porteiro já falava mais que a língua. Agora ele teria motivos, mais que especiais para falar. Chegando ao andar eu fui guiada aos beijos para o apartamento. Ai meu deus ele é o Sr. Cullen, comecei a rir enlouquecidamente.

- O que foi? – perguntou arqueando uma sobrancelha.

- Nada, depois eu te explico agora, vou pagar meu debito.

*Edward POV *

- Eu estou encharcada, acho melhor eu tirar essa roupa.

E assim ela foi se despindo ali no meio da minha sala. Se eu já estava louco de tesão na chuva imaginem como estou agora. Era como se ela já conhecesse meu apartamento ia tirando as peças e jogando indo diretamente para o meu quarto.

- Você não vai tirar sua roupa? Eu to louca para pagar minha divida!

E assim eu fui atrás feito um furacão tirando minha roupa. Ela era tão perfeita sua pele, seus lábios, tudo nela era perfeito. Assim que vi seu reflexo no espelho me veio um flash do sonho da noite anterior. A peguei pela cintura indo em direção ao espelho roçando meu membro em sua bunda macia ela gemia alto e quanto mais ela gemia. Mais pressão eu fazia sobre sua bunda.

- Sabe, a noite passada eu tive um sonho muito bom. E nele estava você e esse espelho era uma ótima visão. Esta vendo. – deslizava meus dedos em encontro seu centro molhado.

- Acho que tivemos o mesmo sonho então. No meu nós usávamos a cama, mais o espelho foi o coadjuvante.

Perdi totalmente o foco de deixá-la a minha mercê naquele momento e a penetrei com força. Fazendo-a agarrar meus cabelos e gritar eu estocava cada vez mais rápido. Ela rebolava e trazia seu quadril de encontro ao meu membro, era como se fossemos dois animais no cio cada vez querendo mais. Nunca nos satisfazíamos. Eu era como um leão faminto e ela um cordeirinho, somente por fora. Por dentro ela era uma verdadeira pantera sempre pronta para atacar sua presa. Me retirando dela a virei para ir em direção a cama ela estava faminta, sedenta por mim. Pulou no meu colo para que eu a penetrasse novamente, violentamente a joguei na cama e me coloquei sobre ela apoiando meu peso com os braços.

- Terá que fazer o que eu mandar, aqui você esta me pagando por todas as noites sem você, e pelo arranhão do meu carro eu mando você faz. Entendeu? – ela ronronava e se esfregava em mim como uma gatinha manhosa. Puxei seus cabelos nos aproximando para ela me olhar nos olhos.

- Você entendeu? – perguntei aumentando o tom de voz.

- Sim, enten... – não dei chance para ela terminar e a puxei para um beijo violento e só parei porque poderia matar minha presa, sem ar. E não era esse meu objetivo, era de prazer.

- De quatro vadia – ela atendeu. – enquanto eu estocar em você. Quero ouvir os gemidos, você pode até ficar sem ar. Mais eu quero ouvir não importa o que você ira fazer para isso acontecer. Se eu não ouvir nada, você será punida.

Estoquei uma vez e ela gemeu. Estoquei mais forte e ela apenas retorceu seu rosto de prazer – Será castigada Bella é isso o que você quer? Ela assentiu. - E eu estocava cada vez mais forte nela sentindo que ela estava perto e eu também. Resolvi mudar a posição – Irei lhe mostrar Bella uma coisa que eu aposto que ninguém jamais lhe mostrou. Me deitei e a puxei para cima de mim.

* Bella POV *

Quem disse que chocolate era melhor que sexo? Não sei, mais descobri que o prazer de comer chocolate nem se iguala ao prazer que é fazer sexo com Edward Cullen. E aqui estou eu cavalgando em cima dele, massageando meus seios e rebolando no seu membro grosso e grande. Ai deus porque eu não me mudei para Seattle antes mesmo?

- Vou pagar pagar meu debito com juros Edward. Você nunca vai esquecer.

Me levantei retirando quase todo o membro dele de dentro da minha gruta quando senti que seu membro estava quase todo fora de mim eu apertei seu membro com toda a minha força. E descendo lentamente apertando todo seu membro, olhando o nos olhos e gemendo alto. Edward não deixou barato e me apertou contra seu corpo estocando com violência, chegamos ao ápice juntos e acabei desabando sobre ele tamanha a força do meu orgasmo. Deitada no peito dele ainda ofegante e me recuperando esquecendo completamente que minha missão aquela noite não estaria no fim.

2 comentários :

jesus amado essa cena pirou minha imaginação nossa senhora foi umas das cenas mais bem escritas que já li

yo
21 de março de 2012 15:38 comment-delete

nossa gozei.....

25 de março de 2012 22:07 comment-delete

Postar um comentário