ETO - Capítulo 1 - Mais Um Ano


1. Mais Um Ano


Fim de ano... Finalmente uma folga da escola, pensou Bella no seu último dia de aula. Ela não havia ficado de recuperação por causa de suas amigas – que mais pareciam seguidoras/puxa-saco/paga-pau ou qualquer outro sinônimo desses – que faziam tudo o que ela pedia, até mesmo estudar para "ajudar" Bella na hora das provas.

Seus pais não eram exatamente o que se chama de "pais presentes", mas tentavam compensar isso dando a ela tudo o que ela pedia, desde que dependesse de dinheiro. Bella era uma garota mimada e egocêntrica, não suportava receber um NÃO.

Último dia de aula... Finalmente! Como demorou pra chegar, pensou Edward enquanto voltava para sua casa. Ele também escapou da recuperação, somente por alguns décimos.

Seus pais passavam o dia trabalhando, sempre dizendo a Edward que era apenas para garantir a ele um futuro melhor. Como todo jovem da sua idade, ele não dava ouvidos aos pais, que o obrigavam a estudar com o mesmo objetivo – garantir que ele tenha um futuro melhor. Seus pais nunca estavam satisfeitos com suas notas na média. Popular e egocêntrico, Edward era sempre o centro das atenções (e, assim como Bella, das reclamações).

Enquanto as férias chegavam ao fim, Edward e Bella, mesmo sem se conhecerem, estavam do mesmo jeito: cada vez mais entediados, não vendo a hora de as aulas voltarem para poderem retomar seu lugar "acima de todos".

Bella já havia preparado sua entrada marcante. Ela sabia que em todas as salas, na cadeira dos professores, havia um pano por cima. Ela comprou uma caixa de taxinhas e as colocaria viradas para cima por baixo do pano. Ela iria pra escola mais cedo, já que não dependia de ninguém para levá-la. Entraria pelo buraco na cerca, agora completamente coberto pelo mato, que ela mesma havia feito no ano anterior (pra fugir do colégio antes da hora, é claro).

Alguns dias depois...

Bella estava tendo um pesadelo. Estava tudo muito escuro e pessoas gritavam o nome dela, dizendo para ela ir com eles. Todos gritavam ao mesmo tempo e isso a estava deixando irritada. Um barulho fino e irritante começou a ficar cada ver mais próximo, até que ela acordou e percebeu que era seu despertador. Se ela quisesse realizar seu planinho nem um pouco diabólico  ela teria que se arrumar em 25 minutos e sair. Como sempre, seus pais não estavam em casa, o que a ajudou muito na hora de sair.

Enquanto ela entrava no colégio, Edward era acordado por seus pais que já estavam de saída. Ele ainda tinha tempo antes de sair, então se arrumou preguiçosamente.

Apenas uma olhada rápida e Bella já sabia em que turma estava. Todas elas tinham uma lista de chamada com o nome de todos os alunos da turma. (AI – nãoo, a lista de chamada vai ter o nome só de alguns! Eu sou tão esperta! *não sou não - fato!*)

Quando ela terminou, faltavam cerca de 10 minutos para o início das aulas. Como os portões da escola ainda não haviam sido abertos, ela deveria sair e se juntar ao grupinho, que provavelmente já estaria na porta da escola, esperando para entrar.

Ela conseguiu fazer tudo certo, encontrou Jessica, uma de suas amigas-seguidoras e ficou conversando com ela até o horário do início da aula (não que a aula a impedisse de conversar, era apenas porque essa amiga era de outra turma).

Edward chegou na escola em cima da hora, quase perdeu a primeira aula. Por sorte, um dos lugares que ele gostava de se sentar estava vazio – o fundão. Mike e Eric, dois dos amigos de Edward estavam na mesma sala que ele. O professor havia se atrasado, então eles ficaram contando tudo o que fizeram nas férias, ou melhor, Edward ficou ouvindo os outros dois falarem, já que não fez nada nas férias. Bella também ficou conversando com Angela, outra amiga-seguidora que estava na mesma sala que ela. Nenhum dos dois notou a presença do outro.

O professor chegou, colocou suas coisas sob a mesa e se apresentou – sem se sentar nenhuma vez. Ele havia acabado de entrar no colégio, então pediu que os alunos também se apresentassem.

Bella e Edward acharam isso uma chatice, mas fizeram. O professor chamou a atenção dos dois inúmeras vezes para que ele entendesse o que os outros alunos diziam.

Quando todos se apresentaram, Bella já estava quase pulando de ansiedade enquanto o professor se dirigia á sua cadeira. É claro, ela não deixava nada transparecer, nem pra Angela, que não era lá muito confiável, apenas paga-pau porque queria ser como Bella. Jessica também era assim.

Bella estava se segurando para não rir antes da hora, e, quando o professor sentou, Bella começou a rir descontroladamente, enquanto via o cara mudar de sua cor normal para vermelho, e de vermelho para roxo. Lenny (AI - Esse é o nome do professor) soltou um grito que todo o colégio ouviu, e o fato de Bella estar rindo não a entregou, já que todos os espectadores estavam na mesma situação.

Qualquer um que visse a cara do professor pensaria: “É agora que ele mata um!”.  O cara não parava de mudar de cor, alternando entre o vermelho e o roxo, com uma respiração controlada (do tipo “pra não berrar”).

– Quem. Foi. Que. Fez. ISSO? – Disse o professor, levantando bruscamente o paninho e deixando as taxinhas á mostra. Sua voz chegava cada vez mais perto do grito, enquanto ele falava as palavras pausadamente, para se controlar.

– Até parece que quem fez isso vai se entregar – Sussurrou Bella para Angela, com um risinho no final.

Agora, ninguém tinha coragem de falar nada, nem sorrir – exceto Bella e Edward que ainda riam baixinho, enquanto se seguravam ao máximo para não rirem alto. Todos os outros tinham uma expressão assustada.

2 comentários :

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah
adorei a Bella!
bate ai fã! õ/\õ
sempre tive vontade de fazer isso... mas cadê a coragem? o.o

12 de dezembro de 2010 19:23 comment-delete

nossa AMEI
tambem virei fãda bella õ/

13 de dezembro de 2010 14:28 comment-delete

Postar um comentário